Busca avançada
Ano de início
Entree

Natural product-based drug design: novel compounds against Leishmania (L.) infantum

Processo: 13/50318-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2013 - 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Convênio/Acordo: Ohio State University
Pesquisador responsável:André Gustavo Tempone Cardoso
Beneficiário:André Gustavo Tempone Cardoso
Pesq. responsável no exterior: Abhay Satoskar
Instituição no exterior: Ohio State University, Estados Unidos
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/18756-1 - Avaliação de novas alternativas terapêuticas com fármacos sintéticos em modelos in vitro e experimentais de Leishmania (L.) infantum chagasi, AP.R
Assunto(s):Desenvolvimento de fármacos  Produtos naturais  Antiparasitários  Leishmaniose  Leishmania infantum 

Resumo

Produtos naturais na era do desenho racional de fármacos continuam a desempenhar um papel importante na busca de novas drogas, representando estruturas líderes valiosas para novas terapias. O grupo do Prof. Tempone, juntamente com o Prof. João H. G. Lago (UNIFESP), demonstraram o potencial in vitro dos metabólitos gibilimbol e poligodial isolados das plantas brasileiras Piper malacophyllum e Drimys brasiliensis, respectivamente, contra Leishmania infantum. Outros derivados semi-sintéticos da sesquiterpeno poligodial, tais como o acetato de drimendiol e drimendiol, foram preparados e apresentaram potencial in vitro, porém com uma toxicidade reduzida. Do mesmo modo, o derivado fenólico gibilimbol apresentou atividade contra formas amastigotas de L. (L.) infatum. Finalmente, um seletivo policetideo anti-Leishmania, isolado a partir de uma esponja marinha (plakortide P), será também considerado para a síntese de derivados. Devido às características estruturais destes compostos, vários novos derivados poderiam ser preparados, visando o desenvolvimento de compostos farmacologicamente ativos e com reduzida toxicidade. Considerando a importância dos produtos naturais como protótipos de fármacos, esperamos selecionar novos derivados com maior seletividade em Leishmania infantum. A ação letal in vitro e os estudos de atividade imunomodulatória a serem realizados com o Prof. Abhay Satoskar e o grupo do Dr. Fuchs em Ohio poderão fornecer informações importantes para estudos e desenho de novos fármacos para a leishmaniose. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Composto de planta brasileira combate leishmaniose e doença de Chagas 
Composto natural é testado contra leishmaniose e doença de Chagas 
Pesquisa colaborativa amplia terapêutica para leishmaniose visceral 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA COSTA-SILVA, THAIS ALVES; GRECCO, SIMONE S.; DE SOUSA, FERNANDA S.; LAGO, JOAO HENRIQUE G.; MARTINS, EUDER G. A.; TERRAZAS, CESAR A.; VARIKUTI, SANJAY; OWENS, KATHERINE L.; BEVERLEY, STEPHEN M.; SATOSKAR, ABHAY R.; TEMPONE, ANDRE G. Immunomodulatory and Antileishmanial Activity of Phenylpropanoid Dimers Isolated from Nectandra leucantha. Journal of Natural Products, v. 78, n. 4, p. 653-657, APR 2015. Citações Web of Science: 20.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.