Busca avançada
Ano de início
Entree

Transformação genética de Urochloa brizantha visando aumentar a tolerância a estresses abióticos

Processo: 13/04819-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Alessandra Ferreira Ribas
Beneficiário:Alessandra Ferreira Ribas
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Pesq. associados:Gustavo Maia Souza ; Luiz Gonzaga Esteves Vieira ; Nelson Barbosa Machado Neto
Bolsa(s) vinculada(s):16/06874-0 - Construção do cassete AIPC:ipt e estabelecimento das condições de co-bombardeamento, BP.IC
15/14352-1 - Estabelecimento dos parâmetros de transformação para u. brizantha via bombardeamento de partículas e obtenção de plantas transgênicas, BP.TT
14/07830-1 - Estabelecimento dos parâmetros de transformação para u. brizantha via bombardeamento de partículas e obtenção de plantas transgênicas, BP.TT
Assunto(s):Secas  Tolerância  Estresse  Expressão gênica 

Resumo

No Brasil, a criação de gado para produção carne e leite ocupa aproximadamente 172 milhões de hectares, a maior parte com pastagens de gramíneas do gênero Urochloa. Em São Paulo, a área ocupada por pastagens representa 39% do total, e desta, 89% é plantada com gramíneas do gênero Urochloa, sendo a espécie U. brizantha a mais utilizada. Apesar de apresentar um alto potencial de produção de biomassa nos trópicos, espécies do gênero Urochloa podem sofrer com variações ambientais, de modo que a busca de plantas que possam crescer em condições sub-ótimas é crucial para a manutenção da sustentabilidade dos sistemas de produção. Por ter modo de reprodução apomítico, plantas de U. brizantha são clones, cultivadas em monoculturas implicando grande risco econômico e ambiental. Portanto, para esta planta atingir o seu potencial de produção e crescimento, é necessário ter genótipos com maior tolerância a fatores adversos como deficiência hídrica e frio. Plantas geneticamente modificadas para a expressão de genes que codificam a enzima chave na biossíntese de prolina (1-pirrolina-5-carboxilato sintetase - P5CS) ou que codificam a primeira enzima envolvida na síntese do regulador de crescimento citocinina (isopenteniltransferase - ipt) têm sido eficiente para aumentar a tolerância aos estresses abióticos. Assim, este estudo tem por objetivo transformar U. brizantha com os genes P5CS e ipt sob o controle dos promotores estresses induzidos AIPC (ABA complexo promotor induzível) e COR15 (regulado pelo frio) e avaliar as plantas transformadas para tolerância ao estresses abióticos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
YAGUINUMA, DILIANE HARUMI; TAKAMORI, LUCIANA MIDORI; DE OLIVEIRA, ADRIANA MENDONCA; ESTEVES VIEIRA, LUIZ GONZAGA; RIBAS, ALESSANDRA FERREIRA. In vitro regeneration from leaf-base segments in three genotypes of Urochloa spp.. CROP & PASTURE SCIENCE, v. 69, n. 5, p. 527-534, 2018. Citações Web of Science: 0.
TAKAMORI, LUCIANA MIDORI; CARRION PEREIRA, ALYNE VALERIA; SOUZA, GUSTAVO MAIA; ESTEVES VIEIRA, LUIZ GONZAGA; RIBAS, ALESSANDRA FERREIRA. Identification of Endogenous Reference Genes for RT-qPCR Expression Analysis in Urochloa brizantha Under Abiotic Stresses. SCIENTIFIC REPORTS, v. 7, AUG 17 2017. Citações Web of Science: 1.
TAKAMORI, LUCIANA MIDORI; MACHADO NETO, NELSON BARBOSA; ESTEVES VIEIRA, LUIZ GONZAGA; RIBAS, ALESSANDRA FERREIRA. Optimization of somatic embryogenesis and in vitro plant regeneration of Urochloa species using picloram. IN VITRO CELLULAR & DEVELOPMENTAL BIOLOGY-PLANT, v. 51, n. 5, p. 554-563, OCT 2015. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.