Busca avançada
Ano de início
Entree

Plataformas mais leves que o ar para múltiplos usos

Processo: 13/50489-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial - Sistemas Aeroespaciais
Convênio/Acordo: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Pesquisador responsável:Bruno Avena de Azevedo
Beneficiário:Bruno Avena de Azevedo
Empresa:Altave Serviços de Manutenção e Instalação de Sistemas de Radiocomunicações Ltda. - ME
Município: São José dos Campos
Vinculado ao auxílio:11/50736-8 - Plataformas mais leves que o ar para múltiplos usos, AP.PIPE
Assunto(s):Comunicações  Estabilidade  Aeronaves 

Resumo

O Brasil apresenta uma infra-estrutura de comunicações ainda muito precária, principalmente considerando as que hoje é a 7ª maior economia do mundo. O acesso das regiões mais remotas à informação, principalmente através da internet banda-larga, foram diagnosticados pelo Governo como pilares essenciais para o seu desenvolvimento. Além do problema sócio-econômico as comunicações representam uma questão estratégica de Defesa, principalmente ao levar em consideração a necessária presença das Forças Armadas nas fronteiras, costa, rios e florestas. De forma igualmente t relevante se encontra o problema das catástrofes naturais, em especial enchentes, que com grande frequência tomam as comunicações indisponíveis. O objetivo deste projeto é desenvolver uma pesquisa aplicada a fim de propiciar o desenvolvimento de aeróstatos, ou seja, plataformas mais leves que o ar cativas, que atendam a requisitos de estabilidade. Dessa forma será criada uma plataforma multi-uso capaz de embarcar uma série de missões, incluindo equipamentos de radiocomunicações, câmeras e radares. Além disto, visa-se criar uma tecnologia independente de outros países em área estratégica para o Brasil. Nesse sentido, o foco da pesquisa será nas questões aeronáuticas, sendo este o core business da ALT AVE, tendo-se adotado dispositivos de telecomunicações como plataforma de ensaios, devido ao apelo dos problemas existentes no Brasil. Espera-se então criar condições para se projetar aeróstatos suficientemente estáveis com tecnologia nacional e múltiplas aplicações. Os impactos seriam a capacidade de prover comunicações e sensoriamento estratégicos para o país em áreas de fronteira, Amazônia, costa e campos de exploração de Petróleo e em situações de emergência. Também será explorada a adequação de se utilizar tal tipo de veículo para enlaces longa distância em caráter de longa duração a fim de se estabelecer links de comunicação para regiões remotas, atendendo aos planos de universalização da Banda Larga. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Balões projetados com apoio da FAPESP ajudarão na segurança das Olimpíadas 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Balões para acessar a internet