Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção sensível e específica de Escherichia coli enteropatogênica e enterohemorrágica utilizando anticorpo recombinante anti-intimina por ensaio de imunofluorescência

Processo: 13/22193-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Roxane Maria Fontes Piazza
Beneficiário:Roxane Maria Fontes Piazza
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Testes imunológicos  Escherichia coli 

Resumo

A intimina é o principal fator de virulência comum de Escherichia coli enteropatogênica (EPEC) e de E. coli enterohemorrágica (EHEC),sendo uma proteína de membrana externa de 94 kDa, codificada pelo gene eae é um excelente alvo para a detecção desses agentes patogênicos. Dentre os métodos para a detecção da expressão de fatores de virulência, os imunoensaios podem ser considerados uma alternativa à utilização de animais ou aos ensaios de cultura de células in vitro, para isso anticorpos policlonais e/ou monoclonais foram produzidos. No presente trabalho, avaliou-se a sensibilidade e especificidade do anticorpo recombinante anti-intimina (scFv-intimina) utilizando o ensaio de imunofluorescência. O scFv-intimina detectou os isolados de EPEC típica, EPEC atípica e de EHEC (100% sensibilidade) sem detecção de isolados eae negativos (100 % de especificidade. Nosso resultados mostraram que a imunofluorescência é um método eficaz e rápido e o scFv- intimina , uma excelente ferramenta para o diagnóstico de diarreia causada por EPEC e EHECe também pode ser utilizado em estudos epidemiológicos de caso-controle . (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.