Busca avançada
Ano de início
Entree

Controles ecofisiológicos sobre a sazonalidade e variabilidade da precipitação na Amazônia

Processo: 13/50531-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2014 - 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Convênio/Acordo: Pesquisa Colaborativa GOAmazon
Pesquisador responsável:Laura de Simone Borma
Beneficiário:Laura de Simone Borma
Pesq. responsável no exterior: Jung-Eun Lee
Instituição no exterior: Brown University, Estados Unidos
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Amazônia  Mudança climática  Umidade do solo  Relação solo-água-planta-atmosfera  Precipitação atmosférica 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/science_of_the_amazon_19_46_47.pdf

Resumo

A Amazônia exerce um papel crucial no sistema climático terrestre, por exemplo, regulando o estoque de carbono e atuando como um habitat de alta diversidade e endemismo. Na última década, a floresta amazônica teve frequentes períodos de seca, incluindo dois eventos extremos de seca ocorridos em 2005 e 2010. Contudo, o futuro da Amazônia tal como projetado pelos atuais modelos climáticos e pelos modelos do sistema terrestre é altamente incerto: ainda há incertezas de como o aquecimento global e outros aspectos das mudanças antrópicas, tais como o desflorestamento e a degradação florestal poderão impactar este sistema. A principal fonte incertezas sobre o clima da Amazônia e sua evolução futura é o papel do acoplamento solo-vegetação-atmosfera, especialmente no que se refere às interações e feedbacks entre a vegetação e a precipitação de convecção profunda que ocorre durante o fim da estação seca/início da estação chuvosa, quando este acoplamento é mais intenso. O entendimento quantitativo do acoplamento solo-vegetação-atmosfera é crítico, pois a produtividade da floresta é sensível à duração e intensidade da estação seca. Assim, o principal objetivo deste projeto é abordar como a vegetação influencia a variabilidade climática e a precipitação sobre a Amazônia, com ênfase no controle fisiológico das plantas em áreas de convecção profunda, ao longo de um gradiente de estresse hídrico geográfico. Para atingir este objetivo, a pesquisa compreende três atividades inter-relacionadas (i) medidas em situ do estresse hídrico das plantas com foco na fluorescência e seu controle nas trocas de energia e água na superfície conforme observado em sítios de torres de fluxos existentes, (ii) análise dos parâmetros fisiológicos das plantas e processos de fluxos turbulentos observados, propriedades da camada limite, cobertura de nuvens e precipitação ao longo de um gradiente de umidade; e (iii) estudos de modelos baseados em processos através dos quais a partição da energia na superfície (razão de Bowen) e transpiração, modificada pelo estresse hídrico, influencia a convecção influência tanto localmente como não localmente. Essas atividades são transversais aos 3 objetivos do programa DOE BER que apoiam o GOAmazon. Adicionalmente, espera-se que a síntese de novos dados de fluorescência, combinados às observações, in situ e de satélites, existentes ou planejadas, aliadas a estudos de processos com modelos de vários níveis de complexidade, venha a alimentar o desenvolvimento e a implementação dos processos acoplados solo-planta-atmosfera no estado-da-arte dos modelos de clima p.e. NCAR CLM-CAM. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Como as florestas enfrentam as mudanças do clima 
Gigantes donos do Sol 

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARROS, FERNANDA DE V.; BITTENCOURT, PAULO R. L.; BRUM, MAURO; RESTREPO-COUPE, NATALIA; PEREIRA, LUCIANO; TEODORO, GRAZIELLE S.; SALESKA, SCOTT R.; BORMA, LAURA S.; CHRISTOFFERSEN, BRADLEY O.; PENHA, DELIANE; ALVES, LUCIANA F.; LIMA, ADRIANO J. N.; CARNEIRO, VILANY M. C.; GENTINE, PIERRE; LEE, JUNG-EUN; ARAGAO, LUIZ E. O. C.; IVANOV, VALERIY; LEAL, LEILA S. M.; ARAUJO, ALESSANDRO C.; OLIVEIRA, RAFAEL S. Hydraulic traits explain differential responses of Amazonian forests to the 2015 El Nino-induced drought. NEW PHYTOLOGIST, v. 223, n. 3, p. 1253-1266, AUG 2019. Citações Web of Science: 0.
FONSECA, LETICIA D. M.; DALAGNOL, RICARDO; MALHI, YADVINDER; RIFAI, SAMI W.; COSTA, GABRIEL B.; SILVA, THIAGO S. F.; DA ROCHA, HUMBERTO R.; TAVARES, IANE B.; BORMA, LAURA S. Phenology and Seasonal Ecosystem Productivity in an Amazonian Floodplain Forest. REMOTE SENSING, v. 11, n. 13 JUL 1 2019. Citações Web of Science: 0.
VAN EMMERIK, TIM; STEELE-DUNNE, SUSAN; HUT, ROLF; GENTINE, PIERRE; GUERIN, MARCEAU; OLIVEIRA, RAFAEL S.; WAGNER, JIM; SELKER, JOHN; VAN DE GIESEN, NICK. Measuring Tree Properties and Responses Using Low-Cost Accelerometers. SENSORS, v. 17, n. 5 MAY 2017. Citações Web of Science: 9.
STARK, SCOTT C.; BRESHEARS, DAVID D.; GARCIA, ELIZABETH S.; LAW, DARIN J.; MINOR, DAVID M.; SALESKA, SCOTT R.; SWANN, ABIGAIL L. S.; CAMILO VILLEGAS, JUAN; ARAGAO, LUIZ E. O. C.; BELLA, ELIZABETH M.; BORMA, LAURA S.; COBB, NEIL S.; LITVAK, MARCY E.; MAGNUSSON, WILLIAM E.; MORTON, JOHN M.; REDMOND, MIRANDA D. Toward accounting for ecoclimate teleconnections: intra- and inter-continental consequences of altered energy balance after vegetation change. LANDSCAPE ECOLOGY, v. 31, n. 1, p. 181-194, JAN 2016. Citações Web of Science: 20.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.