Busca avançada
Ano de início
Entree

Geração e análise da imunogenicidade de proteínas recombinantes baseadas nas diferentes formas alélicas do antígeno circumsporozoíta de Plasmodium vivax visando o desenvolvimento de uma vacina universal contra malária

Processo: 12/13032-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Irene da Silva Soares
Beneficiário:Irene da Silva Soares
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Irene da Silva Soares
Pesq. associados:Daniel Youssef Bargieri ; Eduardo Lani Volpe da Silveira ; Hildegund C.J. Ertl ; Karina Ramalho Bortoluci ; Luis Carlos de Souza Ferreira ; Ruth Nussenzweig ; Victor Nussenzweig
Bolsa(s) vinculada(s):18/17364-9 - Avaliação da imunogenicidade de novas proteínas recombinantes multi- estágio candidatas ao desenvolvimento de uma vacina contra o Plasmodium vivax, BP.PD
17/04079-1 - Expressão e purificação de variantes alélicas do Antígeno 1 de Membrana Apical (AMA-1) de Plasmodium vivax visando estudos imunológicos , BP.IC
14/18102-7 - Testes pré-clínicos de formulações vacinais baseadas em proteínas e adenovírus recombinantes expressando a proteína do circumsporozoíta de Plasmodium vivax, BP.PD
Assunto(s):Vacinas  Desenvolvimento de vacinas  Plasmodium vivax  Malária  Proteínas recombinantes  RNA 

Resumo

O P. vivax é a segunda mais prevalente espécie causadora de malária no mundo. Dados recentes estimam que ocorra de 132-391 milhões de casos anualmente. A relativa ineficiência das medidas de controle atualmente empregadas exige o desenvolvimento de novas estratégias de prevenção, como vacinas, novas drogas e novos inseticidas. Estudos feitos nos últimos 15 anos para o desenvolvimento de uma vacina recombinante contra a infecção humana causada pelo Plasmodium falciparum foram feitos baseados no antígeno da proteína do circumsporozoíta (CS). Em trabalho recentemente publicado, testes clínicos de fase III realizado com crianças africanas relatou uma eficácia de cerca de 50%. Fundamentado nos estudos feitos em P. falciparum, foi o objetivo do nosso projeto temático anterior a geração de proteínas e adenovirus recombinantes baseados nas sequências primárias das diferentes formas alélicas da proteína CS de P. vivax. Estas proteínas e adenovirus foram utilizados com sucesso em protocolos de prime-boost heterólogo (adenovirus/proteína recombinante) em modelos experimentais de camundongos sendo capazes de induzir imunidade contra as três formas alélicas da proteína CS de P. vivax. Estes recombinantes e o respectivo protocolo de vacinação foram objeto de um pedido de patente do nosso grupo recentemente submetido ao United States Patent and Trademark Office ("Plasmodium vivax vaccine compositions 27522-0201WO1"). No presente projeto, será nosso objetivo global dar continuidade aos nossos estudos para o desenvolvimento de uma vacina universal contra o P. vivax. Produziremos novas proteínas recombinantes e utilizaremos para produção em condições cGMP de antígenos. Estes antígenos/adenovírus recombinantes serão analisados na sua toxicidade e imunogenicidade para sua posterior utilização em testes clínicos de fase I. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Vacina contra malária tem resultados promissores 
Maurício Martins Rodrigues, professor da Unifesp, morre aos 53 anos 
Vacina terapêutica contra Chagas é testada com sucesso em camundongos 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.