Busca avançada
Ano de início
Entree

Padronização de plataforma celular de cardiomiócitos humanos para teste de drogas in vitro

Processo: 13/50076-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Diogo Gonçalves Biagi dos Santos
Beneficiário:Diogo Gonçalves Biagi dos Santos
Empresa:Pluricell Biotech Pesquisa e Desenvolvimento Ltda. - ME
Município: São Paulo
Auxílios(s) vinculado(s):15/50224-8 - Caracterização de cardiomiócitos derivados de células tronco de pluripotência induzida e padronização de ensaios celulares, AP.PIPE
Bolsa(s) vinculada(s):14/02117-5 - Padronização de plataforma celular de cardiomiócitos humanos para teste de drogas in vitro, BP.PIPE
Assunto(s):Avaliação de medicamentos  Aplicação de novas drogas em teste  Técnicas in vitro  Variação genética  Miócitos cardíacos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Cardiomiocitos | In Vitro | Ips | Reprodutividade | Teste De Drogas | Variabilidade Genetica

Resumo

O presente projeto tem por finalidade elaborar uma plataforma robusta, reprodutível e inovadora no campo de testes de drogas. Testes de novas drogas (conhecidos no termo em inglês Drug Screening) passam por etapas mais iniciais como testes in vitro de toxicidade antes de serem iniciados testes em seres humanos (conhecidos como testes clínicos). Atualmente esses testes in vitro são feitos em modelos muito distantes da realidade clínica. As células testadas não são provenientes dos tecidos alvos e são ou imortalizadas ou provenientes de tecidos de fácil acesso (pele) ou ainda de animais. Sendo assim, muitos teste falham ao prever algum tipo de potencial efeito tóxico pelos simples fato de não serem as células alvo do medicamento. Fazendo uso da tecnologia bastante inovadora de células induzidas à pluripotência (iPSCs), planejamos diferenciar cardiomiócitos, inicialmente, e montarmos uma estrutura que com fidelidade poderia servir de plataforma de testes de drogas para o coração. Para execução do projeto, serão utilizadas iPSCs de 3 indivíduos saudáveis previamente caracterizadas. Estas iPSCs foram previamente diferenciadas em cardiomiócitos com baixa eficiência, sendo então a padronização da diferenciação de iPSCs em cardiomiócitos com alta taxa de eficiência o principal desafio a ser superado no projeto. Por fim, o projeto destina-se à verificação da reprodutibilidade de resultados destes cardiomiócitos em resposta à ação de drogas cardioativas e a mensuração da variação destas respostas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
La terapia celular en la mira 
Terapia celular en la mira 
Terapia celular no radar 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)