Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeto neodesenvolvimentista na Argentina e no Brasil: estudo comparativo de sua história, contradições e limites

Processo: 13/50490-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2014 - 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Convênio/Acordo: CONICET
Pesquisador responsável:Maria Orlanda Pinassi
Beneficiário:Maria Orlanda Pinassi
Pesq. responsável no exterior: Mariano Feliz
Instituição no exterior: Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET), Argentina
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57112-7 - Política e classes sociais no capitalismo neoliberal, AP.TEM
Assunto(s):Neoliberalismo  Desenvolvimentismo  Capitalismo  Movimentos sociais  Desnacionalização  Movimento popular  Argentina  Brasil  Estudo comparativo 

Resumo

No Brasil e na Argentina, o processo neoliberal apresenta-se em dois atos. O primeiro marcou os anos das privatizações, desnacionalização, desindustrialização, reprimarização da economia (exportação de commodities) e transnacionalização da burguesia. O momento seguinte enseja o neodesenvolvimentismo que, sem romper com a lógica neoliberal, formula soluções neokeynesianas, de onde o Estado procura recompor sua função social - através de políticas compensatórias e renacionalização da indústria. A intenção deste projeto é analisar o comportamento das lutas populares à luz desses dois períodos que, no Brasil, vão dos grandes movimentos sociais de massa de luta pela terra, pela moradia, pelo emprego aos movimentos de segmentos sociais fortemente atingidos - mulheres, indígenas e jovens - pelas orientações do Banco Mundial seja na educação, na agricultura familiar, na segurança pública, na desregulamentação das leis trabalhistas. (AU)