Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo clínico randomizado, duplo-cego e controlado sobre a ação de aminoácidos de cadeia ramificada sobre o pH sanguíneo e o fluxo cerebral de portadores de cirrose com encefalopatia hepática

Processo: 13/11761-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Fernando Gomes Romeiro
Beneficiário:Fernando Gomes Romeiro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Carlos Antonio Caramori ; Katia Hiromoto Koga ; Luiz Eduardo Gomes Garcia Betting ; Sonia Marta Moriguchi
Assunto(s):Gastroenterologia  Cirrose hepática  Encefalopatia hepática  Aminoácidos de cadeia ramificada  Isoleucina  Leucina 

Resumo

A encefalopatia hepática (EH) é uma grave complicação da cirrose. O edema dos astrócitos, causado pela conversão cerebral da amônia em glutamina, é uma causa de EH persistente, alterando o fluxo sanguíneo cerebral. Já foi demonstrado que a alcalemia é um desencadeante da EH, mas poucos estudos avaliaram o pH sérico nesses pacientes. O uso de aminoácidos de cadeia ramificada (AACR) é recomendado para pacientes com cirrose e EH nos consensos sobre o assunto. O uso de AACR aumenta o fluxo sanguíneo cerebral nesses pacientes poucas horas após sua ingestão, mas o mecanismo envolvido permanece desconhecido. A hipótese deste estudo é que logo após a ingestão dos AACR, sua metabolização a cetoácidos causaria uma discreta redução do pH sérico, aumentando o fluxo cerebral. Em longo prazo, alterações musculares pelo uso de AACR favoreceriam a metabolização da amônia na musculatura, evitando sua conversão cerebral a glutamina e reduzindo assim o edema astrocitário.Até o momento não há estudos comparando resultados da suplementação com diferentes AACR em portadores de cirrose e EH. O uso da leucina isolada favorece as alterações musculares, que são de extrema importância para portadores de cirrose. Por outro lado, a dosagem de isoleucina sérica atua como um marcador independente da EH. O estudo avaliará parâmetros eletroencefalográficos, bioquímicos e de imagem após o uso imediato e o uso prolongado de AACR, comparando efeitos obtidos pela leucina e isoleucina. O estudo será prospectivo, randomizado, duplo-cego e controlado, comparando os parâmetros supracitados antes e após os tratamentos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROMEIRO, FERNANDO GOMES; IETSUGU, MARJORIE DO VAL; FRANZONI, LETICIA DE CAMPOS; AUGUSTI, LAIS; ALVAREZ, MATHEUS; AMARAL SANTOS, LIVIA ALVES; LIMA, TALLES BAZEI; KOGA, KATIA HIROMOTO; MORIGUCHI, SONIA MARTA; CARAMORI, CARLOS ANTONIO; SILVA, GIOVANNI FARI; GOMES GARCIA BETTING, LUIZ EDUARDO. Which of the branched-chain amino acids increases cerebral blood flow in hepatic encephalopathy? A double-blind randomized trial. NEUROIMAGE-CLINICAL, v. 19, p. 302-310, 2018. Citações Web of Science: 1.
AUGUSTI, L.; FRANZONI, L. C.; SANTOS, L. A. A.; LIMA, T. B.; IETSUGU, M. V.; KOGA, K. H.; MORIGUCHI, S. M.; BETTING, L. E.; CARAMORI, C. A.; SILVA, G. F.; ROMEIRO, F. G. Lower values of handgrip strength and adductor pollicis muscle thickness are associated with hepatic encephalopathy manifestations in cirrhotic patients. METABOLIC BRAIN DISEASE, v. 31, n. 4, p. 909-915, AUG 2016. Citações Web of Science: 6.
ROMEIRO, FERNANDO GOMES; AUGUSTI, LAIS. Nutritional assessment in cirrhotic patients with hepatic encephalopathy. WORLD JOURNAL OF HEPATOLOGY, v. 7, n. 30, p. 2940-2954, DEC 28 2015. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.