Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do metamorfismo da faixa móvel Aguapeí e sua relação com a gênese dos depósitos de ouro da região de Pontes e Lacerda, MT

Processo: 13/22082-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Marcos Aurelio Farias de Oliveira
Beneficiário:Marcos Aurelio Farias de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados:Roberto Perez Xavier
Assunto(s):Petrologia metamórfica  Metalogênese  Metalogenia  Ouro 

Resumo

Na região de Pontes e Lacerda, Oeste do Estado do Mato Grosso, existem numerosas ocorrências e depósitos de ouro, formados ao longo de uma faixa móvel de direção NNW - SSE denominada Faixa Móvel Aguapeí, que se desenvolveu durante a Orogênese Sunsás. A região possui um longo histórico na exploração de ouro e nos últimos anos tem ganhado importância econômica com a entrada em atividade de duas minas e a abertura de mais duas. Entretanto são poucos os trabalhos científicos na área que abordam a metalogênese desses depósitos bem como a geologia em escala de maior detalhe. Esta proposta de pesquisa visa definir os processos metalogenéticos responsáveis pela formação dos depósitos auríferos da região de Pontes e Lacerda (MT), com ênfase particular no papel do metamorfismo como fonte de fluido e energia para o sistema mineralizador, tentando abordar a metalogênese desses depósitos sobre um ponto de vista de processos. Para isso, intenciona-se estudar o metamorfismo da faixa móvel Aguapeí e a metalogênese de dois depósitos (Ernesto e Pau-a-Pique) que foram selecionados como estudos de caso por se encontrarem hospedados em diferentes litotipos e em diferentes contextos estruturais. A metodologia proposta envolve petrografia, análise química de minerais, análises químicas de rocha, estudo de inclusões fluida e geoquímica isotópica, que envolve geocronologia bem como análise de isótopos estáveis. Espera-se como resultado principal da pesquisa definir um modelo da evolução metamórfica da Faixa Móvel Aguapeí na região de Pontes e Lacerda (MT) com implicações na metalogênese do ouro. Destaca-se ainda que a presente proposta está vinculada ao doutoramento de Rodrigo Prudente de Melo (processo FAPESP no 2012/17432-8) e está sendo pleiteada devido a necessidade de se obter recursos para a execução de análises, muitas delas de elevado custo, e que não serão possíveis de serem executadas com os recursos da reserva técnica da bolsa de doutorado. (AU)