Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da sepse e da idade na atividade do OATP1A2 usando a farmacocinética-farmacodinâmica do rocurônio como modelo em pacientes cirúrgicos

Processo: 13/14730-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Clínica
Pesquisador responsável:Natália Valadares de Moraes
Beneficiário:Natália Valadares de Moraes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/20177-5 - Análise da influência da endotoxemia experimental induzida por lipopolissacarídeo (LPS) na expressão de OATP1A2 em ratos, BP.TT
Assunto(s):Farmacocinética  Farmacodinâmica  Sepse  Idade  Xenobiótico  Polipeptídeo C transportador de ânions orgânicos  Citocinas 

Resumo

A pesquisa em farmacologia clínica focou durante muitos anos no metabolismo de fase I e fase II para prever a eliminação de xenobióticos. Entretanto, na última década, a farmacologia clínica passou a reconhecer que a disposição cinética de fármacos é também altamente dependente da expressão e atividade de proteínas transportadoras de fármacos nas células. O polipeptídeo transportador de ânion orgânico 1A2 (OATP1A2), expresso na membrana apical de colangiócitos promove o sequestro de compostos endógenos e de uma variedade de fármacos em uso na clínica. O rocurônio (ROC), bloqueador neuromuscular empregado em procedimentos cirúrgicos, é eliminado principalmente por excreção biliar. Sua distribuição para o fígado, dependente do sequestro hepatocelular mediado pelo OATP1A2, é fator determinante para a duração do bloqueio neuromuscular. A idade e a liberação de citocinas durante o processo inflamatório e infeccioso da sepse podem alterar a expressão gênica do gene SLCO1A2, que codifica o OATP1A2. O objetivo do estudo é avaliar a influência da sepse e da idade na atividade in vivo do OATP1A2 empregando como fármaco modelo o ROC e avaliando sua farmacocinética e farmacodinâmica em pacientes cirúrgicos ASA I-III. Serão investigados pacientes adultos sem sepse (Controle, n=12), pacientes adultos com sepse (Grupo Sepse, n=12) e pacientes idosos sem sepse (Grupo Idoso, n=12) durante procedimento cirúrgico de pequeno a médio porte. Serão investigadas a disposição cinética e a relação PK-PD associando as concentrações plasmáticas de ROC com a atividade eletromiográfica ou com as citocinas plasmáticas IL-1±, IL-1², IL-6, TNF-±. A influência da sepse experimental na expressão do RNAm do OATP1A2 será investigada em ratos. Com base nesses resultados, será possível avaliar a necessidade de ajuste de dose do ROC em pacientes cirúrgicos idosos e em pacientes cirúrgicos com sepse. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COSTA, A. C. C.; COELHO, E. B.; LANCHOTE, V. L.; CORREIA, B. V.; ABUMANSUR, J. T.; LAURETTI, G. R.; DE MORAES, N. V. The SLCO1A2-189_-188InsA polymorphism reduces clearance of rocuronium in patients submitted to elective surgeries. EUROPEAN JOURNAL OF CLINICAL PHARMACOLOGY, v. 73, n. 8, p. 957-963, AUG 2017. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.