Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da eficiência para a piscicultura da região de Ilha Solteira, SP: uma aplicação da análise envoltória de dados (DEA)

Processo: 13/22585-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Extensão Rural
Pesquisador responsável:Omar Jorge Sabbag
Beneficiário:Omar Jorge Sabbag
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Agronegócio  Piscicultura  Avaliação de desempenho  Eficiência econômica  Análise de dados  Indicadores econômicos 

Resumo

A piscicultura pode ser uma alavanca de desenvolvimento social e econômico, possibilitando o aproveitamento efetivo dos recursos naturais locais. Entretanto, como qualquer outra exploração econômica, necessita de uma estratégia para produzir bons resultados em suas unidades de produção. Desta forma, as medições de desempenho propiciam condições de melhoria para a atividade, ou seja, quando um agente econômico utiliza insumos para transformá-los em produtos. Assim, este projeto tem por objetivo analisar e avaliar o desempenho de sistemas de produção em piscicultura na região de Ilha Solteira/SP, com vistas a verificar o grau de eficiência produtiva, de forma a gerar suporte para novos critérios de avaliação e operacionalização em relação aos sistemas produtivos em tanques redes, por meio da análise DEA (Data Envelopment Analysis) para um conjunto de propriedades piscícolas. A análise envoltória de dados pode, potencialmente, proporcionar melhores condições de competitividade aos piscicultores, principalmente quando interpretadas e usadas com os conhecimentos e julgamentos próprios destes sobre suas operações. Dentro desta temática, como proposta de mensurar uma avaliação de eficiência nas unidades piscícolas sob a ótica econômica, a eficiência refere-se à capacidade que uma firma possui de combinar as proporções ótimas de recursos que torne possível obter maior volume de produto, considerando que a gestão não deve apenas se resumir em indicadores econômicos para análise. (AU)