Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação de um modelo para estimar a carga de trabalho de enfermagem requerida por vítimas de trauma na alta da UTI

Processo: 13/16109-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Lilia de Souza Nogueira
Beneficiário:Lilia de Souza Nogueira
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Assistência de enfermagem  Carga de trabalho  Unidades de terapia intensiva  Centros de traumatologia  Ferimentos e lesões 

Resumo

O presente estudo tem como objetivo validar um modelo para estimar a carga de trabalho de enfermagem requerida por vítimas de trauma na alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Este modelo foi gerado, em 2012, a partir da análise de dados de 200 traumatizados admitidos em uma UTI do Hospital das Clínicas, localizada em São Paulo, e definido pela seguinte fórmula: NAS alta = 37,171 + 0,188 (risco de morte SAPS II) + 0,193 (NISS), onde o NAS (Nursing Activities Score) expressa a carga de trabalho de enfermagem, o SAPS II (Simplified Acute Physiology Score), a gravidade do paciente, e o NISS (New Injury Severity Score), a gravidade das lesões traumáticas. Trata-se de um estudo do tipo coorte prospectivo que será realizado em três hospitais, considerados centros de referência para o atendimento ao traumatizado na região metropolitana de São Paulo. A casuística será composta de 180 vítimas de trauma admitidas nas UTI das instituições. A variável dependente será a carga de trabalho de enfermagem mensurada pelo NAS no último dia de permanência na UTI e, as independentes, o SAPS II e o NISS, calculados na admissão do paciente na unidade crítica. A regressão linear múltipla será utilizada para derivar os coeficientes ajustados às populações específicas de cada instituição e o coeficiente de correlação intraclasse será aplicado para mensurar a confiabilidade dos modelos. Os resultados desta investigação fornecerão subsídios às equipes de enfermagem que receberão a vítima de trauma, após a alta da UTI, que facilitarão o planejamento dos cuidados, adequação do quantitativo de pessoal e distribuição de tarefas, com enfoque na excelência e segurança da assistência ao traumatizado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NOGUEIRA, LILIA DE SOUZA; CARDOSO DE SOUSA, REGINA MARCIA; NACER, DAIANA TERRA; SILVA BONFIM, ANE KAROLINE; FERNANDES, LILLIAN CAROLINE; SLOBODA, DYENILY ALESSI. Model to estimate the nursing workload required by trauma victims on intensive care unit discharge. JOURNAL OF NURSING MANAGEMENT, v. 28, n. 2 FEB 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.