Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de barras para prótese tipo protocolo obtidas por fundição convencional, prototipagem rápida e usinagem utilizando a tecnologia CAD-CAM

Resumo

Descrita inicialmente em 1969, a reabilitação de desdentados totais por meio de próteses tipo protocolo de Brånemark tem se mostrado altamente viável e com elevado índice de sucesso. Além disso, mudanças no protocolo inicial do número e posicionamento dos implantes vêm sendo realizadas, permitindo que estas reabilitações se mantenham eficientes mesmo quando suportadas por menor número de implantes. Apesar disso, é recorrente a descrição de falhas mecânicas associadas a estas próteses, entre elas, afrouxamento e fratura dos parafusos, de componentes protéticos ou até mesmo a fratura das barras. O afrouxamento dos parafusos tem sido associado ao desajuste entre as interfaces implante/pilar e pilar/prótese, que invariavelmente ocorre durante os procedimentos clínicos e laboratoriais do tratamento reabilitador. Esta condição torna-se ainda mais preocupante em próteses mais extensas, por serem passíveis de maior distorção que as próteses unitárias. A fratura das barras pode ocorrer devido à incorreta dimensão de seu contorno, bem como quando o braço de alavanca do cantilever se estende em demasia, além de falhas laboratoriais. Com a finalidade de diminuir estes desajustes e melhorar a padronização das infraestruturas, as próteses implantossuportadas confeccionadas pela tecnologia CAD-CAM têm mostrado excelente desempenho clínico em curto prazo. Entretanto, há poucas evidências científicas que comprovem seu sucesso em longo prazo, além do alto custo atribuído a esta técnica. Sendo assim, o objetivo deste estudo será verificar a resistência à fratura e os efeitos causados na adaptação marginal e na perda de torque das barras de próteses tipo protocolo em função da ciclagem termomecânica. Para isto, serão confeccionados dois grupos, o primeiro com cinco implantes paralelos interforames mentuais e o segundo utilizando os conceitos da técnica "All-on-four", onde será comparada a tecnologia CAD-CAM, por prototipagem rápida em relação ao sistema usinado, e ao método de fundição convencional. Também será avaliada a distribuição de tensões nos diferentes grupos por meio da correlação digital de imagens. (AU)