Busca avançada
Ano de início
Entree

Territórios do torcer: uma análise quantitativa e qualitativa das associações de torcedores de futebol na Cidade de São Paulo

Resumo

O Projeto tem um duplo objetivo: mapear a distribuição espacial das torcidas organizadas na região metropolitana de São Paulo e traçar um perfil social do torcedor uniformizado paulistano. À luz da atual dinâmica de conflito entre associações rivais de torcedores de futebol, procura-se compreender a lógica de disseminação do pertencimento clubístico na malha urbana da cidade, com foco no subgrupo de torcedores associados, pertencentes às chamadas torcidas organizadas. A metodologia baseia-se em uma pesquisa com dados qualitativos e quantitativos, já desenvolvida pelo proponente no âmbito das torcidas organizadas do Rio de Janeiro. À aplicação de questionários e à coleta de material durante o Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro da temporada de 2014, somar-se-á a gravação de aproximadamente quarenta horas de depoimentos em História Oral junto a lideranças de torcedores da capital. A pesquisa empreenderá uma análise do fenômeno sócio-espacial de pertença às regiões de origem dos torcedores, com a criação de dados amostrais para o acompanhamento da ramificação territorial dos subgrupos e para a reflexão da problemática da violência juvenil associada às franjas do futebol profissional, tais como estudadas por Toledo (1996), Pimenta (1997) e Reis (2006), entre outros especialistas. Se já foram dissecados os fundamentos históricos, antropológicos e sociológicos das Torcidas Organizadas (TOs), visa-se agregar às pesquisas acadêmicas elementos estatísticos atualizados, próprios das mensurações quali-quantitativas, que possibilitem entender os vínculos urbanos dos torcedores organizados, em arenas atualmente excludentes, redimensionadas para a realização de megaeventos esportivos e redirecionadas para o acolhimento de novos extratos econômicos e de novos públicos futebolísticos - os sócio-torcedores - no país. Por fim, cumpre ressaltar que o projeto dará continuidade à parceria institucional com o Museu do Futebol, realizada em projeto anterior apoiado pela FAPESP, haja vista o seu enquadramento em uma das linhas de pesquisa já iniciada pelo Centro de Referências do Futebol Brasileiro, o CRFB, da referida instituição da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, dedicada ao levantamento de informações etnográficas sobre as torcidas organizadas de futebol da cidade de São Paulo. (AU)