Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações das propriedades bioquímicas e funções de PrPc induzidas pelos metabólitos endógenos de dopamina e oligômeros de peptídeo beta amilóide

Processo: 13/22413-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Kil Sun Lee
Beneficiário:Kil Sun Lee
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Hanna Karen Moreira Antunes ; Isaias Glezer
Assunto(s):Envelhecimento da população  Agregados proteicos  Neurobiologia  Doenças neurodegenerativas  Antioxidantes  Proteínas PrPC  Príons  Peptídeos beta-amiloides 

Resumo

O envelhecimento da sociedade moderna faz com que a prevalência de doenças neurodegenerativas aumente cada vez mais, porém ainda não há cura para essas doenças. O acúmulo de agregados proteicos é uma das características comuns de várias doenças neurodegenerativas e em maioria dos casos, esse acúmulo ocorre sem a presença de mutações no gene envolvido ou histórico familiar ou clínico que explique a manifestação da doença. Essas evidências corroboram com a visão de que certos metabólitos endógenos podem induzir a formação de agregados proteicos desencadeando sinais tóxicos às células. Portanto a identificação dessas vias metabólicas pode ajudar a elucidar os mecanismos de neurodegeneração. PrPC é uma proteína altamente expressa no sistema nervoso central e a alteração da sua conformação tem sido apontado como a principal causa da encefalopatia espongiforme transmissível, também conhecidas como doenças de prion. Além do seu envolvimento na patogênese, PrPC pode exercer funções antioxidantes reagindo diretamente com os radicais livres ou modular atividade sináptica interagindo com diversas moléculas como laminina ou mGluR5. Contudo, os dados da literatura permitem especular que o desbalanço de determinadas vias metabólicas (as quais geram os ligantes da PrPC) pode prejudicar a função benéfica da PrPC, resultando no acúmulo de agregados proteicos ou disfunção sináptica. Baseado nesta hipótese, este projeto visa investigar os efeitos deletérios das alterações nas propriedades bioquímica e funções da PrPC, induzidas por metabólitos oxidantes de dopamina e oligômeros beta amilóide. Considerando que a maioria das doenças neurodegenerativas ocorre de forma esporádica, este estudo pode ajudar a elucidar como o acúmulo de certos metabólitos pode causar morte neuronal e essas informações podem ser úteis na identificação de biomarcadores e alvos terapêuticos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MELLO DA LUZ, MARCIO HENRIQUE; GLEZER, ISAIAS; XAVIER, ANDRE MACHADO; PAIVA DA SILVA, MARCELO ALBERTI; MONTEIRO, JESSICA; PINO, VOLEJNIK; ZAMITH, THIAGO PANARO; VIEIRA, TAYNARA FERNANDA; ANTONIO, BRUNO BRITO; MOREIRA ANTUNES, HANNA KAREN; MARTINS, VILMA REGINA; LEE, KIL SUN. Expression of Tyrosine Hydroxylase is Negatively Regulated Via Prion Protein. Neurochemical Research, v. 41, n. 7, p. 1691-1699, JUL 2016. Citações Web of Science: 1.
FRANK, MIRIAM KANNEBLEY; DE MELLO, MARCO TULIO; LEE, KIL SUN; DAUBIAN-NOSE, PAULO; TUFIK, SERGIO; ESTEVES, ANDREA MACULANO. Sleep-related movement disorder symptoms in SHR are attenuated by physical exercise and an angiotensin-converting enzyme inhibitor. Physiology & Behavior, v. 154, p. 161-168, FEB 1 2016. Citações Web of Science: 1.
DA LUZ, MARCIO H. M.; PERES, ITALO T.; SANTOS, TIAGO G.; MARTINS, VILMA R.; ICIMOTO, MARCELO Y.; LEE, KIL S. Dopamine induces the accumulation of insoluble prion protein and affects autophagic flux. FRONTIERS IN CELLULAR NEUROSCIENCE, v. 9, FEB 2 2015. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.