Busca avançada
Ano de início
Entree

VI Simpósio de reforma agrária e questões rurais

Resumo

O VI Simpósio Reforma Agrária e Questões Rurais dá continuidade a uma experiência de investigação de mais de 26 anos em temas relacionados com a questão agrária. Os capítulos da história da reforma agrária no Brasil têm, no período recente, seu enredo mais intenso. No entanto, há que se questionar se a reforma agrária não vive, hoje, o fim de um ciclo. Este simpósio busca discutir a evolução e ressignificação da luta pela reforma agrária no Brasil, a qual inclui a discussão das comunidades e povos tradicionais especificamente neste período democrático que o país vive, a partir de um recurso teórico-metodológico por nós desenvolvido - a noção de "trama de tensões sociais". Tal trama se constitui historicamente pelo confronto dos agentes e das agências no campo sócio-político gerado a partir da grande demanda por reforma agrária no país e das manifestações pelo reconhecimento dos direitos. A resultante dessa confrontação de forças gera a trama de tensões, expressão das relações complexas e singulares travadas pelos sujeitos, assim como o próprio campo específico, constituindo pautas, discursos e espaços privilegiados para a definição de projetos acerca da reforma agrária.Observamos que a dinâmica político-institucional apresenta-se relativamente consolidada, oferecendo limites para essas alternativas desenhadas pelas forças em confronto. No entanto, resta o desafio de, ao se iluminar o passado (mesmo que recente), intuir possibilidades para o futuro. A academia faz parte desse campo de forças, mesmo que buscando uma posição peculiar. Ao lado dela, os movimentos sociais e gestores públicos não podem estar ausentes dessa discussão. Esclarecer, compreender, dialogar e abrir-se aos outros agentes sociais faz-se absolutamente necessária. Esta é a proposta do presente Simpósio. (AU)