Busca avançada
Ano de início
Entree

Interventions for physical activity promotion applied to the primary healthcare settings for people living in regions of low socioeconomic level: study protocol for a non-randomized controlled trial

Processo: 13/26703-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de março de 2014 - 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Alex Antonio Florindo
Beneficiário:Alex Antonio Florindo
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Atividade física 

Resumo

ResumoIntroduçãoA prática regular de atividade física tem sido amplamente recomendada para a promoção da saúde da população , mas os níveis de atividade física permanecem baixos. Portanto, estudos de intervenções para promover a atividade física são essenciais. Objetivo: Apresentar a metodologia de duas intervenções de atividade física do projeto "Ambiente Ativo ".MétodosEstudo de intervenção não randomizado e controlado. 157 indivíduos foram selecionados: educação em saúde (n=54) exercício supervisionado (n=54) e grupo controle (n=49) . Intervenção baseada na educação para a saúde : uma equipe multidisciplinar de profissionais de saúde organizou a intervenção em discussões de grupo, telefonemas, SMS e material educativo. Intervenção com base em programa de exercício supervisionado: consistia em oferecer um programa de exercícios em grupos supervisionados por profissionais de educação física que envolvem força, resistência e exercícios de flexibilidade . O nível de atividade física foi avaliado pelo questionário Internacional de Atividade Física ( IPAQ versão longa ), recordatório 24 horas de atividades físicas, pedômetros e acelerômetros ao longo de um período de sete dias .DiscussãoEste estudo descreveu duas propostas diferentes para a promoção da atividade física que foram aplicadas em adultos atendidos pelos serviços de saúde públicos que estavam vivendo em uma região de baixo nível socioeconômico , respeitando as características e organização do sistema e de seus profissionais, e também a adaptação das intervenções às realidades dos indivíduos atendidos.ConclusãoAmbas as intervenções são aplicáveis em regiões de baixo nível socioeconômico , respeitando as características sociais e econômicas da região .Registro do estudoClinicalTrials.gov NCT01852981 (AU)