Busca avançada
Ano de início
Entree

Como interagem primatas humanos e não humanos no semiárido do nordeste brasileiro: uma abordagem etno-primatológica para preservar a biodiversidade cultural de primatas

Processo: 13/19219-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Comportamento Animal
Pesquisador responsável:Noemi Spagnoletti
Beneficiário:Noemi Spagnoletti
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/04460-1 - Uso de software para análise de dados qualitativos em estudo de percepção ambiental numa região rural no interior do Piauí, BP.TT
14/15077-1 - Coabitação de primatas. o impacto das atividades humanas em uma região de ecótono Cerrado/Caatinga, onde primatas humanos e não humanos vivem em simpatria, BP.IC
Assunto(s):Biodiversidade  Conservação biológica  Primatas  Macacos prego  Humanos  Interação homem-animal 

Resumo

A degradação do meio ambiente causa a perda de biodiversidade e a consequente diminuição das condições de vida em Primatas humanos e não humanos. A pobreza é generalizada em algumas áreas do Brasil, especialmente onde o ambiente está em alto risco de degradação como na região Nordeste. Nas áreas rurais ao sul do Piauí, onde esta pesquisa é realizada, a vida da comunidade local é baseada na economia de subsistência. A abordagem etnoprimatológica é um método inovador para avaliar a percepção ambiental dos moradores e promover a conservação da biodiversidade. Nessa região, uma população selvagem de Sapajus libidinosus habitualmente usa ferramentas de pedra para abrir frutos encapsulado, uma descoberta recente que tem implicações importantes para a compreensão da evolução humana. Os seres humanos são parte do ecossistema dos macacos-prego que por contra interagem com eles de várias formas, incluindo invasões nos cultivos. A fim de preservar a biodiversidade cultural tanto humana quanto dos macacos-prego, este estudo visa compreender a dinâmica e as relações entre Primatas em um ambiente de semiárido. O estudo será levantado através de métodos ecológicos e etnográficos. Os efeitos deste projeto são dirigidos a proteger a cultura em populações humanas e de macacos-prego, melhorar o conhecimento dos próprios recursos ambientais para todos os residentes e promover comportamentos que evitem conflitos entre seres humanos e a fauna natural. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SPAGNOLETTI, NOEMI; MORONE CARDOSO, TADEU CAMPIONI; FRAGASZY, DOROTHY; IZAR, PATRICIA. Coexistence Between Humans and Capuchins (Sapajus libidinosus): Comparing Observational Data with Farmers' Perceptions of Crop Losses. INTERNATIONAL JOURNAL OF PRIMATOLOGY, v. 38, n. 2, p. 243-262, MAY 2017. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.