Busca avançada
Ano de início
Entree

O efeito da suplementação de vitamina D sobre a remodelação óssea em mulheres na pós-menopausa com histórico de quedas

Processo: 14/00001-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Jorge Nahas Neto
Beneficiário:Jorge Nahas Neto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Eliana Aguiar Petri Nahás
Assunto(s):Remodelação óssea  Vitamina D  Menopausa  Mulheres  Acidentes por quedas 

Resumo

A massa óssea total é determinada pelo balanço entre a reabsorção e a formação óssea. A perda óssea ocorre quando o equilíbrio na remodelação óssea é alterado, resultando em maior remoção de osso que substituição. Nas mulheres, com o início da menopausa, a taxa de reabsorção aumenta, elevando o impacto do desequilíbrio da remodelação óssea. A evidência crescente sugere que a rápida remodelação óssea (medida por marcadores bioquímicos de reabsorção óssea e formação) aumenta a fragilidade óssea e risco de fratura osteoporótica. Os marcadores de formação e reabsorção ósseas derivados do colágeno vêm sendo utilizados na avaliação da perda de massa óssea, fornecendo avaliação dinâmica da atividade e saúde óssea. Embora não possam ser utilizados para diagnosticar a osteoporose, valores elevados desses biomarcadores têm demonstrado capacidade de predizer taxas mais rápidas de perda de massa óssea. A vitamina D (VD) é essencial para a manutenção do esqueleto e para a absorção de cálcio. A forma ativa da VD regula a transcrição de número expressivo de genes que codificam proteínas transportadoras de cálcio e proteínas da matriz óssea. Pesquisas demonstraram que a hipovitaminose D apresenta efeitos negativos sobre a remodelação e manutenção da massa óssea. Contudo, a maioria dos estudos randomizados e controlados do efeito da suplementação vitamina D (VD) sobre a massa óssea envolveram a VD associado ao cálcio, o que torna difícil separar os efeitos atribuíveis especificamente à VD. A relevante função desempenhada pela VD relacionada às características musculares e ósseas está sob investigação, e sua pesquisa, permitirá a identificação precoce de indivíduos predispostos à sarcopenia, risco de queda e fratura osteoporótica, possibilitando a intervenção antecipada em mulheres na pós-menopausa. Até o momento, não está claro o efeito isolado da VD sobre a massa óssea, assim como sobre os marcadores da remodelação óssea em mulheres na pós-menopausa. A hipótese deste projeto é que deve existir relação entre os níveis séricos de VD, o equilíbrio postural e a remodelação óssea, e que a suplementação de VD em mulheres na pós-menopausa com histórico de quedas, poderia proporcionar significativa redução nas taxas de quedas, e melhora na remodelação óssea e consequentemente na fratura osteoporótica. Os resultados deste projeto deverão contribuir para o melhor entendimento dos mecanismos envolvidos na remodelação óssea e o papel isolado da VD. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NAHAS-NETO, J.; CANGUSSU, L. M.; ORSATTI, C. L.; BUELONI-DIAS, F. N.; POLONI, P. F.; SCHMITT, E. B.; NAHAS, E. A. P. Effect of isolated vitamin D supplementation on bone turnover markers in younger postmenopausal women: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. OSTEOPOROSIS INTERNATIONAL, v. 29, n. 5, p. 1125-1133, MAY 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.