Busca avançada
Ano de início
Entree

Domesticidade, gênero e cultura material

Processo: 14/01682-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 27 de maio de 2014 - 29 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Joana Mello de Carvalho e Silva
Beneficiário:Joana Mello de Carvalho e Silva
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Arquitetura  Gênero  Cultura material  Urbanismo 

Resumo

Simpósio internacional que se destina a discutir o tema da casa e das formas de morar no Brasil, Europa e na América Latina do final do século XIX e durante o século XX. Organizado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e pelo Centro de Preservação Cultural, ambos da Universidade de São Paulo, e pela Universidade Estadual de Campinas, reunirá pesquisadores nacionais e internacionais para discutir o tema, dos dias 27 a 29 de maio de 2014, na Casa de Dona Yayá, no Centro Maria Antônia e na Casa de Vidro de Lina Bo Bardi. Ao focalizar a casa em suas múltiplas facetas e possibilidades de leitura, o simpósio propõe discutir as formas de morar a partir dos ideais de domesticidade e das relações entre os gêneros seja sob a ótica dos moradores, seja na perspectiva dos profissionais e dos promotores particulares ou públicos. As quatro mesas propostas para o simpósio, abarcam um conjunto de questões diversas, atravessando temporalidades, espacialidades, estratos sociais, tipologias e metodologias diversas. A ideia é colocar em diálogo pesquisas concluídas ou em andamento que tratam do tema da casa a partir das três entradas aqui explicitadas: domesticidade, gênero e cultura material. O simpósio pretende também pensar o lugar do espaço doméstico, e das relações de gênero nas políticas e processos de patrimonialização. É no sentido de refletir sobre a perspectiva da casa como objeto de cultura e do seu legado material que o encontro acontecerá em espaços de extrema relevância ao tema, na Casa da Dona Yayá e na Casa de Vidro de Lina Bo Bardi, bens culturais protegidos pelo patrimônio histórico, os quais integrarão o roteiro do simpósio, ajudando a experenciar, perceber e problematizar as relações entre gênero, domesticidade e cultura material por meio de visitas guiadas. (AU)