Busca avançada
Ano de início
Entree

Teste rápido em papel para detecção de doenças transmitidas por patogêneos em grãos durante armazenamento

Processo: 13/50668-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2014 - 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Regiane de Fátima Travensolo
Beneficiário:Regiane de Fátima Travensolo
Empresa:Partecurae Pesquisa e Desenvolvimento Ltda
Município: São Carlos
Assunto(s):Imunocromatografia  Curtobacterium  Diagnóstico clínico  Fitopatógenos  Fusarium 

Resumo

Detectar patógenos em grãos ê de extrema importância para que o controle aconteça de forma rápida e adequada, evitando o agravamento da doença e a perda das sementes. O método proposto oferecerá uma detecção de biomoléculas associadas a doenças de interesse agronômico, como à detecção dos agentes patogênicos Fusarium sp eCurtobacterium sp, ambos incidentes em grãos de plantas economicamente importantes (ex. arroz, feijão, soja e trigo). O presente projeto tem pôr objetivo criar uma plataforma diagnostica inovadora que possibilitará a detecção de biomoléculas relacionadas com fitopatologias de sementes. O método buscará a adaptação de ferramentas analíticas para e detecção dos fitopatógenos, trazendo baixo custo na fabricação, portabilidade e facilidade na realização do teste. A plataforma de ensaios imunocromatográficos a partir de papel de cromatografia de Whatman I é feita utilizando uma impressora de cera para criação de microcanais para detecção de biomoléculas. O papel receberá padrões imagem impressa por uma impressora convencional com tinta de cera que criarão limites hidrofóbicos no papel, formando microcanais. Para que esta seja distribuída uniformemente através do papel, será realizado um tratamento térmico, onde o aumento de temperatura derreterá a Cera, que atravessará o papel. Depois de seca, a barreira hidrofóbica de cera formada delimitará o microcanal onde ocorrerá a reação química e bioquímica específica de cada ensaio. Em cada microcanal será realizado um ensaio diferente, sendo um para o fungo Fusarium e outro para a bactéria Curto bacterium. Nesses canais conterão anticorpos específicos anti-Fusarium e anti-Curtobacterium, denominada zona de teste, em outra porção, haverá uma zona controle, que conterá anticorpos imobilizados. Através da conjugação dos anticorpos com nanopartículas de ouro coloidal permitirá a detecção imunocromatográfica desses analitos. Um diagnóstico de baixo custo, portátil, com fácil realização e interpretação do resultado, oferece ao teste características que possibilitam a incorporação e fabricação de novos testes, mas também para outras doenças de plantas. Através de um método simples e barato, quase que instantâneo é possível detectar o agente causador da patologia, ou anticorpos envolvidos, e imediatamente erradicar selecionar os lotes de grãos contaminados e controlar a sanidade das sementes. (AU)