Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento e biodegradação de resíduos de malationa em água de lavagem, no controle do Aedes aegypti

Processo: 13/25556-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Eliane Vieira
Beneficiário:Eliane Vieira
Instituição-sede: Instituto Biológico (IB). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Luiz Carlos Luchini ; Solange Papini
Assunto(s):Dengue  Agrotóxicos  Malationa  Aedes aegypti  Contaminantes químicos da água  Filtros biológicos  Tratamento de água 

Resumo

A dengue é uma das principais doenças da atualidade, cujo número de casos vem aumentando ano a ano. O município de São Paulo realiza diversas ações para o controle, do Aedes aegypti, vetor da doença, incluindo controle químico com o uso de inseticidas que podem causar impactos ao meio ambiente e a saúde pública. As vestimentas de equipamentos de proteção individual e as máquinas de aplicação utilizados nas campanhas contra vetores de doenças são lavados e a água de lavagem é descartada na rede de esgoto público que alcança águas superficiais, desconhecendo-se o impacto causado no ambiente. Existem diversas tecnologias para remoção de agrotóxicos e ou produtos domissanitários, incluindo inseticidas, como tratamentos físicos, químicos e biológicos, entretanto os custos para remoção destes compostos são elevados e por isso é muito difícil sua implementação. É necessário o desenvolvimento de tecnologias simples, de baixo custo e eficientes para degradação destes compostos. Leito biológico é uma tecnologia utilizada para prevenir a contaminação pontual por agrotóxicos e tem como função reter e degradar esses compostos evitando que estes cheguem ao solo e águas superficiais. No Brasil, os leitos biológicos ainda são uma tecnologia pouco desenvolvida e utilizada. O principal componente do leito biológico é a biomescla que é composta por solo, palha e turva, esta mistura favorece o desenvolvimento da microbiota responsável por degradar o agrotóxico. Os objetivos deste trabalho são determinar e quantificar o malationa em água de lavagem de vestimenta de equipamento de proteção individual e de maquinaria utilizada para nebulização no controle da dengue em áreas urbanas do Município de São Paulo e avaliar a possibilidade de degradação deste inseticida em leitos biológicos em escala de laboratório. A água de lavagem de vestimenta de equipamento de proteção individual e de maquinaria utilizada para nebulização geradas nas Supervisões de Vigilância em Saúde do Município de São Paulo proveniente do controle da dengue com inseticida malationa será analisada para verificação e quantificação da contaminação e serão utilizados leitos biológicos em escala de laboratório para degradação do malationa. Os resultados obtidos possibilitarão o descarte seguro da água resultante da lavagem dos equipamentos de proteção individual e de máquinas usados no controle químico do Aedes aegypti na cidade de São Paulo, de modo a contribuir para a garantia da qualidade ambiental. (AU)