Busca avançada
Ano de início
Entree

Dectin-1 induces M1 macrophages and prominent expansion of CD8+IL-17+ cells in a pulmonary model of fungal infection

Processo: 14/06060-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de abril de 2014 - 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Vera Lucia Garcia Calich
Beneficiário:Vera Lucia Garcia Calich
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Paracoccidioidomicose  Paracoccidioides brasiliensis  Imunidade inata  Imunidade adaptativa  Publicações de divulgação científica  Artigo científico 

Resumo

Dectin-1, o receptor de imunidade inata que reconhece b-glucanas, desempenha um papel importante na proteção contra patógenos fúngicos. Paracoccidioides brasiliensis, o agente etiológivo da paracoccidioidomicose, tem uma parede celular rica em açucarescomposta principalmente de mananas e glucanas. Este fato nos levou a usar camundongos normais e deficientes em dectin-1 para investigar o papel das b-glucanas na imunidade da paracoccidioidomicose pulmonar.Inicialmente verificamos que a infecção pelo P. brasiliensis reforça a tendência de macrófagos deficientes em dectin-1 de expressar um fenótipo M2. Este fenótipo anti-inflamatório prevalente de macrófagos dectin-1-/- resultou em atividade fungicida prejudicada, baixa produção de Óxido nítrico e síntese elevada de IL-10. Comparados a camundongos dectin-1 suficientes, a infecção fúngica de camundongos dectin-1-/- foi mais grave e resultou em patologia tecial e mortalidade aumentadas. A ausência de dectin-1 também resultou na produção deficiente de citocinas Th1, Th2, Th17 a na ativação e migração de células T para o sítio da infecção. Destacadamente, a deficiência de dectin-1 aumentou o número de células T-reguladoras e reduziu a expansão de células T para o fenótipo IL-17+, inibindo a migração de linfócitos T CD8+IL-17+ e neutrófilos PMN para o sitio da infecção. Em conclusão, dectin-1 exerce um importante efeito protetor na paracoccidioidomicose pulmonar por controlar as fases inata e adaptativa da imunidade. (AU)