Busca avançada
Ano de início
Entree

Disponibilidade de água e nutrientes no solo determinando fisionomias de vegetação em floresta estacional decidual

Processo: 14/00635-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2014 - 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Ricardo Marques Coelho
Beneficiário:Ricardo Marques Coelho
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados: Gustavo de Mattos Vasques ; Isabella Clerici de Maria ; Ricardo de Oliveira Dart ; Yule Roberta Ferreira Nunes
Bolsa(s) vinculada(s):15/06894-9 - Disponibilidade de água e nutrientes no solo determinando fisionomias da vegetação em Floresta Estacional Decidual, BP.TT
14/17548-1 - Disponibilidade de água e nutrientes no solo determinando fisionomias da vegetação em Floresta Estacional Decidual, BP.TT
Assunto(s):Balanço hídrico  Relação solo-água-planta-atmosfera  Florestas tropicais  Física do solo  Química do solo  Topografia 

Resumo

A Floresta Estacional Decidual (FED), fisionomia de vegetação presente nos biomas Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga, tem fenologia influenciada por estresse hídrico e disponibilidade de nutrientes, fatores dependentes do comportamento do solo. O Carrasco, vegetação xerófila arbustiva alta, ocorre associado à FED em algumas regiões. O objetivo deste estudo é verificar os fatores morfológicos, físicos, físico-hídricos e químicos do solo e as variáveis topográficas que promovem a diferenciação FED/Carrasco e estudar a associação de tais fatores e variáveis com a florística e a estrutura da vegetação em diferentes estágios sucessionais de FED. O estudo será realizado no Parque Estadual da Lagoa do Cajueiro, elaborando-se uma base topográfica para a área e o modelo digital de elevação, do qual serão extraídos parâmetros geomorfométricos. Serão inventariadas as fisionomias de vegetação em FED em quatro estágios sucessionais e em Carrasco. Os solos serão caracterizados em seus atributos morfológicos, granulométricos, químicos e físico-hídricos nas parcelas experimentais e em laboratório, e será realizado o balanço hídrico com dados climatológicos locais para os perfis de solo. A diferenciação das fisionomias vegetais pelos fatores ambientais (solo e topografia) será avaliada de forma gráfica qualitativa, por análise multivariada e por estatística paramétrica. Espera-se identificar fatores e mecanismos de solo e topografia responsáveis pela diferenciação da vegetação em FED, desenvolver estratégias de estudo das associações entre solos e vegetação em ambiente de FED, aumentar a base de conhecimento sobre o efeito das mudanças climáticas continentais na estabilidade dos ambientes naturais e agrícolas, e subsidiar a elaboração de políticas para conservação e recuperação de áreas com fisionomias de FED. (AU)