Busca avançada
Ano de início
Entree

Um ensaio clínico randomizado comparando o efeito do treino de funções executivas e de habilidades de linguagem sobre a prontidão escolar em crianças pré-escolares

Processo: 12/51624-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2014 - 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Convênio/Acordo: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal
Pesquisador responsável:Guilherme Vanoni Polanczyk
Beneficiário:Guilherme Vanoni Polanczyk
Instituição-sede: Instituto de Psiquiatria Doutor Antonio Carlos Pacheco e Silva (IPq). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Desenvolvimento infantil  Desenvolvimento da linguagem  Função executiva  Linguagem oral  Rendimento escolar  Crianças  Pré-escolar 

Resumo

Introdução: Influências ambientais vivenciadas nos primeiros anos de vida têm impacto na vida adulta, muitas vezes de forma persistente. Estudos de intervenção que pretendem reduzir o impacto da pobreza sobre o desenvolvimento infantil têm demonstrado efeitos positivos na cognição, desenvolvimento social e emocional, e progresso escolar. No entanto, ainda há a necessidade de esclarecer quais tipos de intervenções tendem a ser mais efetivas sobre a prontidão escolar. Objetivos: Adaptar e comparar dois programas de intervenção, sendo um deles focado no treinamento das Funções Executivas (FEs) (Diamond) e o outro no treino das habilidades de linguagem oral (Snowling e colaboradores). Métodos: Ensaio clínico, controlado, cego e randomizado, a ser realizado na fase piloto com 120 crianças e na fase teste com 720 crianças de 4 a 5 anos de idade, alocadas aleatoriamente em três grupos: ensino curricular adaptado com foco no treinamento das FEs, ensino curricular adaptado no treino das habilidades de linguagem oral e grupo lista de espera. Resultados: Espera-se que: 1) as crianças nos grupos intervenção tenham melhor desempenho na prontidão escolar em relação ao grupo controle; 2) o grupo treinamento de linguagem apresente melhor desempenho em parâmetros cognitivos: e 3) o grupo de treinamento de FEs apresente melhor desempenho em parâmetros comportamentais. Implicações: Este estudo apresenta grande potencial para informar novas abordagens educacionais na pré-escola e de revelar os seus efeitos sobre a promoção do desenvolvimento cognitivo e comportamental de crianças. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.