Busca avançada
Ano de início
Entree

Diferenciação de células-tronco pluripotentes induzidas em hepatócitos e sua caracterização para uso em testes de drogas

Processo: 13/50263-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Marcos Costa Valadares
Beneficiário:Marcos Costa Valadares
Empresa:Pluricell Biotech Pesquisa e Desenvolvimento Ltda. - ME
Município: São Paulo
Bolsa(s) vinculada(s):14/02118-1 - Diferenciação de células-tronco pluripotentes induzidas em hepatócitos e sua caracterização para uso em testes de drogas, BP.PIPE
Assunto(s):Hepatócitos  Técnicas in vitro  Células-tronco  Drogas ilícitas 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Caracterizacao Celular | Hepatocitos | In Vitro | Ips | Teste De Drogas

Resumo

Mais de 90% das drogas testadas em ensaios clínicos não são aprovados graças a baixa eficiência ou toxicidade não identificada. Descobrir novas drogas eficientes e avaliar a segurança das mesmas são pontos essenciais no desenvolvimento de novos fármacos. Atualmente, o sucesso de fases pré-clínicas no desenvolvimento de drogas é grandemente baseado em modelos animais que nem sempre representam adequadamente o modelo da doença humana real. A taxa de insucesso para drogas sendo desenvolvidas para humanos é um dos principais problemas enfrentados pela indústria farmacêutica. Em muitos casos, essa taxa pode ser atribuída a efeitos colaterais tóxicos, principalmente cardiotoxicidade e hepatotoxicidade, que não são avaliados e detectados previamente na fase pré-clínica. Dessa forma, a maioria dos testes feitos em modelos animais nem sempre são tão elucidativos quanto podem ser células humanas. A utilização de cardiomiócitos e hepatócitos primários humanos seria uma alternativa, mas apresenta complicações como disponibilidade e variação entre lotes. A empresa em questão já detém a tecnologia para a geração de cardiomiócitos humanos maduros a partir de iPSCs (células-tronco pluripotentes induzidas). A criação de hepatócitos humanos vai ao encontro de nosso propósito por incrementar o painel de células, permitindo abranger um maior número de ensaios pré-clínicos significativos. Dessa forma, o presente projeto tem como objetivo a diferenciação de iPSCs em hepatócitos humanos e sua posterior caracterização. Para isso, serão utilizadas iPSCs humanas já isoladas pela equipe e serão aplicados diferentes protocolos de diferenciação já estabelecidos na literatura científica, buscando a mais alta eficiência para obtenção dos hepatócitos. Essas células serão caracterizadas molecularmente e funcionalmente de forma a se comprovar a obtenção de hepatócitos maduros equivalentes a hepatócitos primários humanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
La terapia celular en la mira 
Terapia celular en la mira 
Terapia celular no radar 
Cursos para líderes inovadores 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)