Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos biológicos in vitro do óleo de copaíba (Copaifera sp.), hidróxido de cálcio e MTA isolados ou em associação sobre células-tronco da polpa dentária

Resumo

Materiais de capeamento pulpar direto são amplamente utilizados na prática odontológica para manter a vitalidade da polpa dentária. Eles devem ser principalmente biocompatíveis e bioestimuladores, ou seja, capazes de modular a resposta do tecido pulpar à agressão. O hidróxido de cálcio (HCa), o agregado de trióxido mineral (MTA) e o óleo-resina de copaíba (Copaifera sp; COP) isoladamente apresentam características biológicas do material de capeamento pulpar direto ideal. Com o pressuposto que associados poderiam originar materiais mais bioativos, este estudo objetiva analisar in vitro proliferação, diferenciação e migração de células-tronco de polpa de dente decíduo humano (SHEDs) em resposta a substâncias liberadas pelo COP isolado ou associado aos biomateriais de capeamento pulpar, HCa e MTA. SHEDs do Laboratório de Pesquisas Básicas do Departamento de Dentística da FOUSP, após recaracterização, serão colocadas em contato com meios de cultivo condicionados por HCa, MTA e COP, isolados ou em associação. Os grupos experimentais serão: G1: Controle Células cultivadas nas condições ideais; G2: COP- Óleo-resina de copaíba; G3: HCa-HCa PA; G4: HCa+COP; G5: MTA-Agregado de trióxido mineral branco; G6: MTA+COP. Os materiais serão testados através do uso de meio condicionados pelos mesmos. Proliferação, diferenciação e migração destas células serão analisadas através do ensaio de redução do MTT; da atividade de fosfatase alcalina, formação de nódulos mineralizados pelo ensaio de Vermelho de Alizarina e expressão dos genes (BGLAP, DSPP, DMP1 e HSP-27) pelo q-PCR e, do ensaio do Scratch, respectivamente. Os dados serão comparados por método a ser definido após análise da distribuição dos resultados de cada experimento (pd 0,05). (AU)