Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa em produtos naturais e produção de padrões primários para a indústria de fitoterápicos, cosméticos e nutracêuticos

Resumo

O conhecimento científico é fundamental para que o desenvolvimento e a produção de fitoderivados sejam realizados dentro dos mais rígidos controles de qualidade, promovendo o bem-estar, a segurança e a saúde dos usuários além do aumento da competitividade do Brasil frente aos produtos oriundos de outros mercados, em especial aqueles Importados da China e da índia. Entre as etapas de obtenção e comercialização desses produtos, o controle de qualidade de matéria prima e produto final são vitais e envolvem a utilização de marcadores químicos específicos para cada Insumo vegetal utilizado. Em geral os padrões utilizados para o controle de qualidade de fitomedicamentos e outros bioprodutos são Importados a custo altíssimo, o que toma a indústria nacional muito pouco competitiva frente às multinacionais de mercado similar. A proposta é a produção de padrões primários destinados à padronização de insumos da indústria farmacêutica de fitoterápicos, de cosméticos e nutracêuticos com tecnologia e pesquisas 100% nacional utilizando plantas da nossa rica biodiversidade como matéria prima. Partindo-se deste objetivo inicial a meta é elaborar padrões químicos diversos para suprir a indústria nacional e, com Isso, propiciar desenvolvimento econômico e social ao país alicerçado nas pequenas empresas de base tecnológica, a exemplo do que ocorre nos países centrais. Considera-se fortemente como segmento da proposta a prestação de serviços de análises químicas e de controle de qualidade de insumos e produto acabado direcionados a estas indústrias, instalando-se laboratório de pesquisa e tecnologia aplicadas a esta área do conhecimento. Os padrões primários desenvolvidos, por serem denominados em R$ devido à produção local, estarão isentos da oscilação cambial e desta forma propiciarão à indústria farmacêutica e seus congêneres sujeitos à variação cambial reduzirem seus preços mantendo a lucratividade visto que o risco cambial não mais estará embutido no mesmo. Do ponto de vista social, a produção local da matéria prima de padrões primários gerará empregos diretos e Indiretos, contribuirá com o aumento do recolhimento de impostos no âmbito Federal, Estadual e Municipal e fixará o homem ao campo com renda digna na produção das plantas necessárias à produção dos padrões primários. As empresas beneficiadas por estes padrões primários ou aquelas com possibilidade de utilização tenderão a incrementar pesquisas científicas no sentido de ampliar ou iniciar o uso destas substâncias em seu processo produtivo e este incremento em pesquisa científica gerará empregos diretos de pesquisadores. (AU)