Busca avançada
Ano de início
Entree

50 anos de feminismo (1965-2015): novos paradigmas, desafios futuros

Processo: 12/23065-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Eva Alterman Blay
Beneficiário:Eva Alterman Blay
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Lucia Merces de Avelar
Pesq. associados: Paula Yone Stroh
Auxílios(s) vinculado(s):16/09395-6 - 50 anos de feminismo: Argentina, Brasil e Chile\ volume i: a construção das mulheres como atores políticos e democráticos: os casos do Brasil, Argentina e Chile, PUB.LVR.BR
Bolsa(s) vinculada(s):15/26734-6 - Uma análise interseccional da promoção de políticas do Estado: equidade de gênero em Argentina, Brasil e Chile, BP.PD
14/13248-3 - Feminismo de estado e direitos políticos das mulheres: Argentina, Brasil e Chile, BP.PD
Assunto(s):Feminismo  Masculinidade  Participação política  Violência  Mudança cultural  Mulheres 

Resumo

SUMÁRIO DO PROJETO*Esclarecimentos à FAPESP sobre a revisão do Projeto*Apresentação e justificativa da pesquisa*Estado da arte dos estudos sobre gênero. O conhecido e as lacunas*Tempos de ditadura*Tempos democráticos*Objetivos da pesquisa*Procedimentos metodológicos*Resultados esperados*Referências bibliográficas*. 1. Esclarecimentos à FAPESP sobre a revisão do Projeto "50 Anos de feminismo (1965-2015): Novos paradigmas, desafios futuros"Após estudar as observações, críticas e sugestões ao projeto "50 anos de feminismo (1965-2015): novos paradigmas, desafios futuros" fizemos as alterações sugeridas: desmembramos os objetivos, detalhamos a metodologia e a dinâmica da pesquisa. Entre a data do recebimento dos pareceres da FAPESP e o presente momento, é importante esclarecer o que se segue:1. O projeto foi integralmente aprovado pelo CNPq no edital de R$ 100.000,00 (cem mil reais) assim disposto: R$ 62.000,00 (sessenta e dois mil reais) para custeio e três bolsas de auxílio técnico.2. Demos início à pesquisa utilizando os recursos obtidos, além de outros mais adiante discriminados.3. Novos participantes: realizamos reuniões quinzenais na Universidade de São Paulo (USP) com a equipe, inclusive os membros não remunerados ou sem bolsa. Foram incorporados novos participantes, a saber: Profa. Dra. Patrícia Duarte Rangel, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); Profa. Dra. Paula Stroh, da Universidade Federal de Alagoas (UFAL); Paula Licursi Prates, doutora pela Faculdade de Saúde Publica da USP; Luis Felipe Pereira Mendonça Cruz, Doutorando da Faculdade de Direito da USP; Maira Teixeira de Macedo Neves, Pós-graduanda da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH, USP Leste), e Sergio Flávio Barbosa, Coordenador do Programa de Responsabilização para Homens Autores de Violência Contra Mulheres do Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde.4. Organizamos um Seminário Nacional, realizado nos dias 1 e 2 de outubro de 2013 "Feminismos e masculinidades: percursos, propostas e desafios para a equidade de gênero" (programação em anexo), com apoio da Pós-Graduação do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, do Laboratório de Pesquisa Social e da PoliGen, grupo feminista da Escola Politécnica da USP. Assim substituímos as "Oficinas de masculinidade" anteriormente propostas.5. Eva Alterman Blay e Lucia Mercês de Avelar organizaram dois encontros internacionais de trabalho: o primeiro no Chile, com Sonia Montaño (Diretora da Divisão sobre Mulher da CEPAL) e Virginia Gusmán (Consultora do United Nations Research Institute for Social Development), de 21 a 25 de março de 2013; o segundo em Buenos Aires, com Nélida Archenti (Universidad de Buenos Aires) e Dora Barrancos (Universidad Nacional de Quilmes), de 23 a 27 de maio de 2013. As viagens foram custeadas, em parte, pelos recursos das Bolsas de Produtividade em Pesquisa do CNPq que ambas as organizadoras recebem.Com base nessas duas reuniões reelaboramos os objetivos e os aspectos metodológicos, e definimos os procedimentos necessários à realização do estudo comparativo entre os três países.*Ver íntegra em Documentos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-Doutorado em Sociologia na USP 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Do chão de fábrica ao plenário 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.