Busca avançada
Ano de início
Entree

Resiliência da pecuária leiteira aos efeitos das mudanças climáticas no estado de São Paulo

Processo: 14/04416-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2014 - 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economias Agrária e dos Recursos Naturais
Pesquisador responsável:Luís Alberto Ambrósio
Beneficiário:Luís Alberto Ambrósio
Instituição-sede: Instituto de Zootecnia. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Nova Odessa , SP, Brasil
Pesq. associados:Claudia Rodrigues Pozzi ; Jackson Barros Do Amaral ; Juliana Rodrigues Pozzi Arcaro ; Luciandra Macedo de Toledo
Assunto(s):Produção animal  Bovinos leiteiros  Leite  Impactos ambientais  Mudança climática  Sustentabilidade  Dinâmica de máquinas e sistemas 

Resumo

O setor pecuário paulista vem diminuindo a produção de leite devido às pressões econômicas. Por outro lado, está tendo aumento da demanda de leite abastecida, em grande parte, pela importação de outros estados e países. O uso de tecnologias intensivas nas unidades de produção, para aumentar a competitividade no mercado, cria dependência de insumos externos comprometendo sua sustentabilidade econômica. Projeções de mudanças climáticas indicam que os sistemas de produção de leite serão afetados pelo aumento da temperatura e da estiagem, entre outros eventos climáticos extremos. Aumentar a capacidade de resposta do sistema de produção de leite aos eventos climáticos adversos, ou seja, aumentar a resiliência do sistema é o maior desafio que o setor de laticínios enfrentará nos próximos anos. Neste cenário, surgem os seguintes problemas: identificar os sistemas de produção de leite resilientes; caracterizar as estruturas e processos que os tornam resilientes; entender a dinâmica de suas adaptações; e formular políticas públicas de suporte para a resiliência da produção de leite. O objetivo do projeto é solucionar estes problemas considerando que os sistemas de produção de leite são complexos apresentando múltiplas relações de causa e efeito dinâmicas, retroalimentadas com demoras e não lineares entre as forças direcionadoras climáticas, econômicas e internas as unidades de produção. A metodologia de Dinâmica de Sistemas será usada modelar a resiliência dos sistemas de produção de leite aos efeitos de mudanças climáticas e simular cenários para políticas públicas viáveis que promovam a adaptabilidade e transformabilidade destes sistemas. Os resultados contribuirão para a formulação da "Política Estadual de Mudanças Climáticas", para o planejamento estratégico da pesquisa com bovinos de leite e para o desenvolvimento metodológico da Dinâmica de Sistemas aplicada ao problema da resiliência. (AU)