Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção do plâncton no oceano superficial por tecnologia de sensores de alta resolução

Processo: 13/17633-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2014 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Rubens Mendes Lopes
Beneficiário:Rubens Mendes Lopes
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Filippo Ghiglieno ; Nina Sumiko Tomita Hirata ; Olga Tiemi Sato ; Paulo Simionatto Polito ; Roberto Hirata Junior
Assunto(s):Plâncton marinho  Oceanos  Biodiversidade  Mudança climática  Imageamento de satélite 

Resumo

O plâncton marinho possui um papel central em vários serviços ecossistêmicos, incluindo a regulação do clima global. Este projeto analisará a distribuição e a biodiversidade do plâncton no oceano superficial por meio de uma abordagem amostral de alta resolução espacial e ampla cobertura geográfica, abrangendo diferentes domínios dos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico. Serão utilizadas técnicas de sensoriamento in situ (sondas de parâmetros ambientais e sensores ópticos de imageamento) e remoto (sensores orbitais) para registrar e interpretar os padrões de ocorrência dos organismos planctônicos e dos processos físicos e biogeoquímicos que os influenciam. O projeto representa a primeira experiência desta natureza em âmbito mundial. Os sistemas de imageamento do plâncton serão desenvolvidos especialmente para o projeto, e contarão com câmera para a aquisição de imagens de campo claro ou contraste de fase, e uma câmera de baixa frequência (10 a 25 quadros por segundo) para registros com a técnica de holografia digital. A partir das imagens serão utilizados algoritmos de segmentação e classificação automática para a geração de dados taxonômicos e de abundância. As sondas ambientais fornecerão dados de temperatura, salinidade, matéria orgânica cromofórica dissolvida (CDOM) e pigmentos fitoplanctônicos. Os dados ambientais e de ocorrência do plâncton serão correlacionados com dados de sensores orbitais para interpretar como forçantes físicas de meso- e larga escala atuam sobre a comunidade planctônica. Esforços serão empreendidos para analisar os dados no contexto das pesquisas sobre mudanças climáticas. Além de publicações científicas o projeto fornecerá mapas de distribuição das propriedades estudadas, banco de imagens de organismos planctônicos, novos softwares de processamento de imagens, vídeo de alta definição e mídias diversas para divulgação e disseminação ao público em geral. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.