Busca avançada
Ano de início
Entree

Terapia fotodinâmica antimicrobiana no tratamento da doença periodontal em pacientes com síndrome de Down

Processo: 13/16607-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2014 - 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Carla Andreotti Damante
Beneficiário:Carla Andreotti Damante
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Periodontia  Doenças periodontais  Síndrome de Down  Terapia fotodinâmica  Fotoquimioterapia 

Resumo

Os pacientes com Síndrome de Down (SD) possuem grande incidência de doença periodontal. Um dos principais objetivos do tratamento periodontal é o restabelecimento da saúde do periodonto e para isso é essencial que haja a remoção do biofilme bacteriano presentes na superfície coronária e radicular dos dentes como por meio da instrumentação (tratamento periodontal convencional). Esse sucesso dependente também da eliminação agentes periodontopatógenos dos tecidos. A terapia fotodinâmica antimicrobiana tem sido utilizada em odontologia para eliminação de bactérias em canais radiculares e para o tratamento da periodontite. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito clínico e microbiológico do tratamento periodontal por meio de terapia fotodinâmica antimicrobiana associada à raspagem e alisamento radicular em pacientes com síndrome de Down. Serão selecionados 30 pacientes que serão distribuídos aleatoriamente em grupo teste: raspagem e alisamento radicular + terapia fotodinâmica. Grupo controle: Raspagem e alisamento radicular. A terapia fotodinâmica será realizada com laser vermelho (660nm) e corante azul de Toluidina O e será repetida após 3, 7 e 14 dias. Para análise microbiológica, as amostras de 6 sítios mais profundos serão colhidas com cone de papel absorvente e a quantificação das bactérias Aggregatibacter actinomycetemcomitans, Porphyromonas gingivalis, Treponema denticola, Tannerella forshitia, Fusobacterium nucleatum será feita RT-PCR. Os parâmetros clínicos e microbiológicos serão avaliados no baseline, 3 e 6 meses após a terapia. Para análise estatística, os dados múltiplos serão analisados por meio de análise de variância (ANOVA) complementado pelo método de Tukey, caso obedeçam à relação normal ou pelo método de Kuskall-Walis complementado por Dunn caso obedeçam à distribuição não normal. Os dados pareados (teste x controle) serão analisados pelo teste t de Student caso obedeçam à distribuição normal ou Mann-Whitney caso obedeçam à distribuição não normal. Todos os testes serão realizados com nível de significância de 5% (p<0,05). Esse trabalho possui grande importância no cenário científico pois os benefícios adicionais da PDT em relação ao tratamento convencional já foram comprovados e não há relatos de seu uso em pacientes com Síndrome de Down, sendo o presente trabalho inovador nesse campo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, RAFAEL; MICHEL, RAPHAELLA COELHO; AGUIAR GREGHI, SEBASTIAO LUIZ; RUBO DE RESENDE, MARIA LUCIA; PASSANEZI SANT'ANA, ADRIANA CAMPOS; DAMANTE, CARLA ANDREOTTI; RAGGHIANTI ZANGRANDO, MARIANA SCHUTZER. Prevention and Periodontal Treatment in Down Syndrome Patients: A Systematic Review. PLoS One, v. 11, n. 6 JUN 29 2016. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.