Busca avançada
Ano de início
Entree

Alfabetização e seus sentidos: o que sabemos, fazemos e queremos?

Processo: 14/05790-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de julho de 2014 - 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Pesquisador responsável:Maria do Rosário Longo Mortatti
Beneficiário:Maria do Rosário Longo Mortatti
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Alfabetização 

Resumo

Neste livro, estão reunidos textos de convidados oficiais do I CONBAlf - Congresso Brasileiro de Alfabetização "Os sentidos da alfabetização no Brasil: o que sabemos, o que fazemos e o que queremos?" (08 a 10/07/2013), seguido do II SIHELE - Seminário Internacional sobre História do Ensino de Leitura e Escrita "Métodos e material didático na história do ensino inicial de leitura e escrita no Brasil" (11 e 12/07/2013). Ambos foram promovidos pela ABAlf - Associação Brasileira de Alfabetização, com auxílio financeiro da ABAlf, FAPESP e FAPEMIG e realizados na FaE/UFMG, em homenagem à Presidente de Honra da ABAlf, Magda Soares. A criação da ABAlf foi aprovada no I SIHELE (2010) (aux. FAPESP e UNESP) e formalizada em Assembleia de 18/07/2012. Está sediada na UNESP - Universidade Estadual Paulista - campus de Marília (www.abalf.org.br). A definição de seus objetivos se fundamenta na constatação que a alfabetização é campo de pesquisa e atuação com problemática e ações específicas, cuja discussão tem ocupado lugar de destaque no cenário acadêmico, educacional e político brasileiro. Porém, ainda não havia, no Brasil, evento específico sobre o tema, o que motivou a organização do I CONBAlf, com objetivo de propiciar debate entre: pesquisadores; graduandos e pós-graduandos; alfabetizadores e gestores da Educação Básica; representantes de órgãos governamentais, associações, sindicatos e organizações não governamentais.As principais contribuições do evento estão reunidas neste livro. Na Parte I - "Sentidos da alfabetização nas lições dos mestres", têm-se os textos de: Mario S. Cortella, com homenagem póstuma a Paulo Freire, Patrono da ABAlf; Magda Soares, que formulou, na conferência de abertura, as questões centrais do debate proposto; e Justino Magalhães, que discutiu, na conferência de encerramento, as relações entre literacia, alfabetização e diversidade cultural, em contextos português, francês e brasileiro. Na Parte II - "Sentidos da alfabetização em políticas públicas, pesquisas acadêmicas e práticas educacionais", têm-se textos de palestrantes e debatedores no evento. Alceu R. Ferraro e Roberto Catelli Jr. enfocam aspectos históricos e políticos dos sentidos da alfabetização de jovens e adultos no Brasil. Francisca I. P. Maciel e Maria R. L. Mortatti discutem os sentidos da alfabetização na produção acadêmico-científica brasileira, por meio, respectivamente, da análise de dados sobre essa produção e da problematização de seu baixo impacto científico e social. Telma Weisz, Silvia M. G. Colello, Maria Cecília de O. Micotti e Ivânia P. M. de Souza abordam os sentidos da alfabetização nas relações entre concepções/conhecimentos teóricos e práticas pedagógicas propostas em ações governamentais ou vivenciadas por professores alfabetizadores. Telma F. Leal, Ana C. P. Brandão, Fabiana B. S. Almeida, Érika S. Vieira e Ana C. Almeida enfocam os sentidos da alfabetização nas relações entre políticas públicas e práticas educacionais, na formação de professores. E Artur G. de Morais, Darlize T. Mello e Cecília Goulart abordam os sentidos da avaliação da alfabetização, problematizando as relações entre pesquisas acadêmicas, práticas educacionais e políticas públicas. O I CONBAlf consolidou-se como espaço inaugural de debate sistemático de pesquisas e ações, incentivo à proposição de novos temas de pesquisa e novas possibilidades de ação assim como de estímulo à participação dos diferentes segmentos envolvidos. Embora não exaustivos, os resultados representam um marco histórico no campo da alfabetização, preenchendo lacuna nas discussões e ações relativas à alfabetização no Brasil, frente aos desafios políticos, sociais, culturais e educacionais deste momento histórico. Esse é também o objetivo deste livro. (AU)