Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos da prática de atividade física na prevenção primária de alterações morfológicas e da bioquímica glicídica e lipídica sanguínea e sobre as alterações inflamatórias, vasculares e na qualidade de vida de PVHA em uso de TARV

Processo: 13/20249-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2014 - 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Aluisio Augusto Cotrim Segurado
Beneficiário:Aluisio Augusto Cotrim Segurado
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Alex Antonio Florindo ; Carlos Eduardo Negrão
Bolsa(s) vinculada(s):14/16765-9 - Avaliação dos efeitos da prática de atividade física na aptidão física relacionada à saúde de pessoas vivendo com HIV/AIDS em uso de terapia antirretroviral de alta atividade, BP.TT
Assunto(s):AIDS  HIV  Terapia antirretroviral de alta atividade  Sobrevida  Atividade física  Qualidade de vida  Obesidade 

Resumo

A grande evolução ocorrida no tratamento medicamentoso da infecção por HIV/aids, principalmente em relação à terapia antirretroviral de alta atividade, tem garantido um aumento significativo na sobrevida dos indivíduos infectados pelo HIV em diferentes regiões do mundo. Por outro lado, eventos adversos associados à terapêutica vêm sendo descritos em pessoas com HIV/aids em uso de terapia antirretroviral de alta atividade, principalmente o acúmulo de gordura na região central do corpo, que é fator de risco para doenças crônicas como hipertensão arterial e diabetes tipo 2. Associado à dislipidemia, à resistência periférica à insulina e à disfunção vascular, tais alterações podem elevar o risco de doença cardiovascular e óbito nessa população. Estudos têm mostrado que a atividade física contribui para diminuir a gordura corporal em pessoas com HIV/aids em uso de terapia antirretroviral de alta atividade, porém, ainda são escassas as evidências avaliando a atividade física como forma de prevenção primária dessas alterações. O objetivo deste estudo será verificar os efeitos da prática de atividade física como prevenção primária de alterações morfológicas e da bioquímica glicídica e lipídica sanguínea e sobre as concentrações de marcadores pró-inflamatórios sanguíneos, a função vascular e a qualidade de vida de pessoas vivendo com HIV/AIDS em uso de terapia antirretroviral de alta atividade. Este estudo de intervenção consistirá de ensaio clínico randomizado, envolvendo indivíduos acompanhados no Instituto de Infectologia Emílio Ribas - unidade que atende pessoas vivendo com HIV/aids e é coligada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. A amostra será composta de 78 pacientes divididos aleatoriamente em dois grupos de 39 pessoas (treinamento e controle). Os critérios de inclusão serão: 1) Idade entre 18 e 59 anos no momento do convite para participação no estudo; 2) Estar em tratamento antirretroviral com esquema de terapia tripla há no máximo quatro meses na data de abordagem; 3) Ter valores do perímetro de cintura inferiores a 102 cm para homens e 88 cm para mulheres e 4) Estar há pelo menos um mês sem praticar atividades físicas no lazer, esporte e exercício físico. O grupo intervenção será submetido a treinamentos de força e cardiorrespiratório ao longo de seis meses com supervisão de profissionais de Educação Física. As principais variáveis de estudo serão as antropométricas, de composição corporal e de qualidade de vida, sendo também avaliadas a função vascular, o marcador de atividade inflamatória e os dados metabólicos. Para a análise de dados, inicialmente serão descritas as variáveis nos dois grupos de estudo (intervenção e controle) por meio de medidas de tendência central (média) e de dispersão (desvios-padrão). Para a comparação das médias das variáveis de estudo nos dois períodos será utilizado o teste t-student para amostras dependentes ou independentes se as variáveis tiverem aderência à distribuição normal ou Wilcoxon para grupos dependentes e Mann-Whitney para grupos independentes, caso não tenham aderência à distribuição normal. Todas as análises serão realizadas utilizando-se o programa SPSS versão 15.0 Palavras-chave: HIV/aids; Prevenção; Obesidade; Atividade física; Qualidade de vida. (AU)