Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da influência da sobrecarga de sódio e do tratamento com N-acetilcisteína ou células-tronco mesenquimais em ratos submetidos à isquemia e reperfusão renal

Processo: 13/25909-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Luzia Naoko Shinohara Furukawa
Beneficiário:Luzia Naoko Shinohara Furukawa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Ivone Braga de Oliveira ; Joel Claudio Heimann ; Maria Heloisa Massola Shimizu
Bolsa(s) vinculada(s):15/13373-5 - Avaliação da influência da sobrecarga de sódio e do tratamento com Nacetilcisteína ou células-tronco mesenquimais em ratos submetidos à isquemia e reperfusão renal, BP.TT
Assunto(s):Nefrologia  Lesão renal aguda  Reperfusão  Cloreto de sódio  Acetilcisteína  Células-tronco mesenquimais  Ratos Wistar 

Resumo

A insuficiência renal aguda (IRA) pode ser definida como a redução abrupta da função renal. Até recentemente, IRA era considerada uma condição reversível, no entanto, estudos recentes sugerem que a estrutura e função renal não se recuperam totalmente consequentemente facilitando o desenvolvimento de doenças crônicas e secundárias em longo prazo. Tem sido demonstrado em modelo animal de isquemia e reperfusão (I/R) renal que a dieta rica em sódio administrada após a I/R causa hipertensão arterial e aumento de albuminúria. Estes efeitos somados ao stress oxidativo, inflamação e fibrose renal podem ser fatores responsáveis pelo desenvolvimento das doenças secundarias a IRA. A partir destas informações, visando entender o mecanismo do desenvolvimento de doença renal crônica, propomos neste projeto avaliar a I/R na vigência do consumo crônico de sal e a participação do sistema renina angiotensina e aldosterona (SRAA). Além disso, propomos dois tratamentos terapêuticos distintos: administração de N-acetilcisteína (NAC) ou a aplicação de células-tronco mesenquimais (CTM) logo após a I/R com o intuito de prevenir, minimizar ou bloquear o avanço das complicações secundárias causada pela I/R. A NAC é um poderoso agente antioxidante e é largamente utilizado devido ao seu baixo custo e seus poucos efeitos colaterais. Outros fatores importantes na IRA são os infiltrados de células e a lesão vascular onde as CTM podem atuar por possuírem propriedades paracrinas anti-inflamatória, imunomodulatória e pró-angiogênicas além de acelerar o reparo das células renais por meio da liberação de fatores de crescimento e citocinas. Sendo assim o objetivo geral do presente estudo será avaliar os efeitos da ingestão em longo prazo de dieta hipersódica sobre a IRA e os efeitos terapêuticos da administração de N-acetilcisteína ou aplicação de células-tronco mesenquimais neste modelo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROMAO, CAROLINA MARTINEZ; PEREIRA, RAFAEL CANAVEL; MASSOLA SHIMIZU, MARIA HELOISA; SHINOHARA FURUKAWA, LUZIA NAOKO. N-acetyl-L-cysteine exacerbates kidney dysfunction caused by a chronic high-sodium diet in renal ischemia and reperfusion rats. Life Sciences, v. 231, AUG 15 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.