Busca avançada
Ano de início
Entree

Novo método para o diagnóstico da fibrose cística: dosagem de cloro e sódio na saliva pela técnica eletrodo íon seletivo direto

Processo: 14/06598-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Carlos Emilio Levy
Beneficiário:Carlos Emilio Levy
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Antonio Fernando Ribeiro ; Elizete Aparecida Lomazi ; Ilma Aparecida Paschoal ; Jose Dirceu Ribeiro ; Regina Maria Holanda de Mendonca
Assunto(s):Fibrose cística  Técnicas e procedimentos diagnósticos  Eletrodos íon-seletivos  Saliva 

Resumo

Introdução: A fibrose cística (FC) é basicamente, caracterizada pelo defeito no transporte iônico através da membrana celular nas células epiteliais das vias aéreas, pâncreas, glândulas salivares, sudoríparas, intestino e aparelho reprodutor, resultando em secreções mucosas muito espessas e viscosas, que causam obstrução ao nível de ductos e canalículos glandulares. Determinadas doenças sistêmicas, como a FC, podem comprometer o funcionamento das glândulas salivares e consequentemente a produção de saliva, influenciando tanto na quantidade de saliva produzida quanto na qualidade deste fluído, uma vez que, pode afetar os constituintes químicos e as propriedades físicas da mesma. A razão para a grande variabilidade dos efeitos da FC na glândula salivar é desconhecido. Muitos desses estudos foram realizados antes de se determinar a natureza das mutações que se relacionam com a gravidade da doença. O teste conclusivo para FC é a determinação dos eletrólitos no suor, sendo esta análise já utilizada há mais de 50 anos. Atualmente, são aceitos intervalos de referência universais para cloretos no suor, sendo aplicáveis a todos os pacientes, indiferentemente de sexo ou idade. O Teste do Suor, a iontoforese, é realizado pela análise iônica quantitativa do suor estimulado pela pilocarpina. Objetivos: Validar a dosagem do cloro da saliva, pelas técnicas de eletrodo íon seletivo direto (equipamento de gasometria) e fotometria de chama/ titulometria e colorimetria, para o diagnóstico da fibrose cística.Casuística e método: Estudo caso controle pareado por idade. As amostras de saliva de cada indivíduo serão analisadas pela técnica de eletrodo íon seletivo direto (cloro e sódio), titulometria (cloro) e colorimetria para dosagem do cloro e fotometria para dosagem do sódio. As 02 amostras de suor de cada paciente serão analisadas pelas técnicas padronizadas de titulometria (cloro) e fotometria de chama (sódio), e pelas técnicas de colorimetria (cloro) e eletrodo íon seletivo direto (cloro e sódio). Os dados serão processados e armazenados no banco de dados criado pelo software Statistical Package for Social Sciences® (SPSS) for Windows versão 17. O nível de significância do estudo de 5% será submetido à análise descritiva para obtenção das frequências absoluta e correlação das variáveis analisadas. O teste de Mann Whitney será usado para avaliar as diferenças entre os resultados do cloreto e sódio na saliva (eletrodo íon seletivo, titulometria pra o cloreto e fotometria de chama para o sódio) obtido no grupo de pacientes com FC e indivíduos sem fibrose cística, o mesmo será feito com os resultados do suor (titulometria e colorimetria para o cloreto e fotometria de chama para o sódio), com nível de significância de 5%. A curva ROC será aplicada para medir a sensibilidade, especificidade e determinar o ponto de corte (Cut-off) dos íons cloro e sódio da saliva pelas técnicas de eletrodo íon seletivo direto, titulometria (cloreto) e colorimetria (cloro) e fotometria de chama(sódio). Resultados esperados: Comprovar a eficiência da análise do cloro e sódio da saliva pela técnica de eletrodo íon seletivo direto, e assim validar o método. (AU)