Busca avançada
Ano de início
Entree

PCR para detecção de DNA de Toxocara canis em amostras de soro de camundongos experimentalmente infectados, comparação com técnicas imunológicas

Resumo

A toxocaríase é uma zoonose de importância em saúde pública, causada pela infecção com Toxocara canis ou T. cati. No homem, tipos distintos de quadros clínicos têm sido identificados: Larva Migrans Visceral (LMV), Larva Migrans Ocular (LMO), Toxocaríase Oculta (TO) e, às vezes, neurotoxocaríase (NT). Por ser hospedeiro paratênico, o parasito não evolui no homem até o estágio adulto, portanto não é possível detectá-lo em exame parasitológico, a não ser biópsia de tecidos. As técnicas imunológicas têm apresentado boa sensibilidade, porém, em regiões onde é frequente a ocorrência de infecções por outros helmintos enteroparasitos é necessário efetuar a absorção prévia dos soros com antígenos desses helmintos, com a finalidade de evitar reações cruzadas. Por outro lado, não possibilitam a diferenciação específica, situação que poderá ser resolvida com o emprego de técnicas moleculares. Para avaliar a utilização de amostras de sangue no diagnóstico molecular, no modelo experimental, serão utilizados camundongos BALB/c infectados com diversas doses de ovos larvados de T. canis e avaliados nas fases aguda e crônica da parasitose. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GABRIELA RODRIGUES E FONSECA; SERGIO VIEIRA DOS SANTOS; PEDRO PAULO CHIEFFI; FABIANA MARTINS DE PAULA; RONALDO CESAR BORGES GRYSCHEK; SUSANA ANGÉLICA ZEVALLOS LESCANO. Experimental toxocariasis in BALB/c mice: relationship between parasite inoculum and the IgG immune response. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, v. 112, n. 5, p. 382-386, Maio 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.