Busca avançada
Ano de início
Entree

Altura de planta como estratégia de colheita do capim-mombaça para ensilagem associada ou não a diferentes combinações de aditivos

Processo: 14/10356-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagens e Forragicultura
Pesquisador responsável:Leandro Coelho de Araujo
Beneficiário:Leandro Coelho de Araujo
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Pesq. associados:Rafael Silvio Bonilha Pinheiro
Assunto(s):Silagem  Capim mombaça  Colheita  Alimentos volumosos 

Resumo

Como forma de reduzir a sazonalidade de oferta de volumoso, algumas propriedades rurais tem adotado a técnica de conservação do capim excelente no verão na forma de silagem, principalmente de espécies de produtividade elevada como as do gênero Panicum. Apesar de essa prática ser, inicialmente, uma forma simples de alimentar os animais no inverno alguns fatores intrínsecos às forrageiras tropicais como os baixos teores de massa seca, carboidratos solúveis e alto poder tampão, podem não proporcionar um bom padrão fermentativo e estabilidade aeróbia. Atualmente a idade de corte tem sido o parâmetro mais indicado para coletar a pastagens a ser ensilada, no entanto o uso de dias não deve ser adotado como padrão uma vez que o ritmo de crescimento da planta forrageira é dependente do clima e manejo. Desta forma, o numero de dias para coletar uma determinada forragem pode variar com a região e manejo adotado como já foi comprovado com estudos de ecofisiologia da pastagem. A aplicação dos conceitos de ecofisiologia da pastagem associando aos conceitos de conservação de volumosos traria um grande avanço na padronização do período ideal para a coleta das plantas forrageiras tropicais a serem ensiladas, e para isso projetos de pesquisa nessa linha são necessários. Desta forma, o objetivo com este projeto é identificar qual a altura da pastagem de capim-Mombaça que proporciona um melhor padrão fermentativo da massa ensilada. Bem como, definir a combinação entre aditivos absorvente e microbiano que melhorem a estabilidade aeróbia da silagem de capim-Mombaça. Serão realizados dois experimentos no Campus de Ilha Solteira da UNESP. No primeiro experimento serão avaliadas seis alturas dossel (50, 70, 90, 110, 130 e 150 cm) e duas épocas do ano (Primavera/Verão e Outono/Inverno). Nesta ocasião serão avaliadas as composições químico-bromatologicas e a capacidade de fermentação da massa para cada tratamento. No segundo experimento será avaliada a altura da pastagem que apresentou o melhor resultado no experimento 1. Nessa ocasião, a massa será ensilada com o uso isolado e combinado de polpa cítrica e bactérias homo e heterofermentativas avaliando-se as composições químico-bromatologicas e estabilidade aeróbia da silagem. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TOMAZ, P. K.; DE ARAUJO, L. C.; SANCHES, L. A.; DOS SANTOS-ARAUJO, S. N.; DE LIMA, T. O.; LINO, A. DE A.; FERREIRA, E. M. Effect of sward height on the fermentability coefficient and chemical composition of Guinea grass silage. GRASS AND FORAGE SCIENCE, v. 73, n. 3, p. 588-598, SEP 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.