Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta séptica induzida por Aeromonas hydrophila em Piaractus mesopotamicus: citocinas pró-inflamatórias e as alterações fisio-morfológicas

Processo: 14/10231-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Flávio Ruas de Moraes
Beneficiário:Flávio Ruas de Moraes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiopatologia animal  Interações hospedeiro-patógeno  Teleostei  Pacu  Citocinas  Sepse 

Resumo

A patogenia da sepse envolve múltiplas inter-relações na dinâmica entre os diversos componentes relacionados ao hospedeiro e ao patógeno, responsável por altas taxas de mortalidade em várias espécies animais. Embora seja uma das principais causas de mortalidade em peixes, há escassez de literatura sobre os fenômenos fisiopatológicos da sepse e seus mecanismos de modulação. Assim, este projeto tem como objetivos estudar o perfil de diferentes variáveis na evolução da reposta séptica induzida por Aeromonas hydrophila em Piaractus mesopotamicus. Para tanto, serão utilizados 170 pacus, P. mesopotamicus, com peso médio de 250,71 ± 26,73 g e comprimento total médio de 25,27 ± 1,60 cm. Inicialmente será determinado a DL50 (DL50-96h) para A. hydrophila em pacus. A sepse será induzida pela administração intracelomática do inóculo correspondente a DL50 e depois de 30 mim, 1, 3, 6 e 24horas, dez animais de cada grupo (controle salina e desafiados) serão anestesiados para coleta de sangue e avaliação do perfil hematológico, bioquímica, coagulograma, radicais livres, lisozima sérica, a atividade respiratória de leucócitos, a atividade lítica bactericida do soro, atividade hemolítica do sistema complemento e atividade de aglutinação bacteriana e a identificação e determinação da expressão gênica do fator de necrose tumoral (TNF-±) e interleucina1 (IL-1), pelo método transcrição reversa-reação em cadeia da polimerase (PCR) em tempo real. A seguir os peixes serão sacrificados por aprofundamento do plano anestésico para exame necroscópico e coleta de material para histopatolagia. Durante todo o experimento os animais serão avaliados quanto às alterações clínicas e o percentual de sobrevivência relativa. Os resultados serão comparados pela análise de variância (ANOVA) ao nível de 5% de probabilidade e a diferença entre as médias será comparada pelo teste de Tukey. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CLAUDIANO, GUSTAVO S.; ANDRADE, SONIA C. S.; SOUZA, ELAINE C.; YUNIS-AGUINAGA, JEFFERSON; COUTINHO, LUIZ L.; MOREIRA, DEBORA K. T.; GONCALVES, FELIPE C.; MUNDIM, ANTONIO V.; MARZOCCHI-MACHADO, CLENI M.; DE MORAES, FLAVIO R.; MORAES, JULIETA R. E. Role of neuroendocrine modulation and biochemistry in the sepsis in Piaractus mesopotamicus. General and Comparative Endocrinology, v. 288, MAR 1 2020. Citações Web of Science: 1.
MARINHO-NETO, FAUSTO A.; CLAUDIANO, GUSTAVO S.; YUNIS-AGUINAGA, JEFFERSON; CUEVA-QUIROZ, VICTOR A.; KOBASHIGAWA, KARINA K.; CRUZ, NATHAN R. N.; MORAES, FLAVIO R.; MORAES, JULIETA R. E. Morphological, microbiological and ultrastructural aspects of sepsis by Aeromonas hydrophila in Piaractus mesopotamicus. PLoS One, v. 14, n. 9 SEP 20 2019. Citações Web of Science: 4.
CLAUDIANO, GUSTAVO S.; YUNIS-AGUINAGA, JEFFERSON; MARINHO-NETO, FAUSTO A.; MIRANDA, RENATA L.; MARTINS, ISABELA M.; OTANI, FABRIZIA S.; MUNDIM, V, ANTONIO; MARZOCCHI-MACHADO, CLENI M.; MORAES, JULIETA R. E.; DE MORAES, FLAVIO RUAS. Hematological and immune changes in Piaractus mesopotamicus in the sepsis induced by Aeromonas hydrophila. FISH & SHELLFISH IMMUNOLOGY, v. 88, p. 259-265, MAY 2019. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.