Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de diferentes modelos de treinamento com cargas controladas sobre marcadores fisiológicos, expressões gênicas e conteúdos protéicos da HIF-1 alfa, PGC-1 alfa, MCT1 e MCT4: relações com o rendimento e atividade espontânea de ratos nadadores

Processo: 14/10336-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Fúlvia de Barros Manchado Gobatto
Beneficiário:Fúlvia de Barros Manchado Gobatto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Pesq. associados:Adriana Souza Torsoni ; Claudio Alexandre Gobatto
Assunto(s):Treinamento físico  Natação  Fator 1 induzível por hipoxia  Ratos 

Resumo

A utilização de animais, especialmente roedores, tem sido adotada como expressiva ferramenta para a compreensão de respostas fisiológicas, bioquímicas e moleculares no âmbito físico e esportivo. Entretanto, para que as respostas obtidas em modelos experimentais possam ser válidas, há a necessidade do controle individualizado das cargas de treinamento e mimetizações de programas de treino visualizados em humanos, como é caso dos treinamentos monótono e periodizado. Recentes investigações acerca da influência do exercício sobre o fator induzível por hipóxia (HIF-1) e o coativador 1 alfa do receptor-Y de peroxissomo proliferador-ativado (PGC-1 alfa) têm identificado essas proteínas como principais indutores da transcrição de diversos genes fundamentais para a adaptação e caracterização do perfil metabólico, tais como enzimas oxidativas, glicolíticas, biogênese mitocondrial e transportadores monocarboxílicos 1 e 4 (MCT 1 e 4). Apesar de suas relações com parâmetros aeróbios, anaeróbios e rendimento terem sido sugeridas pela literatura, esses fatores ainda não foram investigados após a aplicação de modelos de treinamento com cargas individualizadas e periodizadas a ratos nadadores. Adicionalmente, a investigação dos efeitos do treinamento físico sobre a atividade espontânea de ratos ainda é incipiente. Desse modo, o objetivo geral da presente proposta será investigar os efeitos dos modelos de treinamentos monótono e periodizado sobre parâmetros fisiológicos e moleculares, bem como suas relações com o rendimento aeróbia, anaeróbio e a atividade espontânea de ratos nadadores. Para a conquista desses objetivos, o projeto será dividido em dois experimentos. No primeiro serão investigados os efeitos do exercício agudo isocarga realizado em cinco intensidades relativas ao limiar anaeróbio individual (LAn) (80, 90, 100, 110 e 120%) sobre respostas fisiológicas, expressões gênicas e conteúdos protéicos da HIF-1 alfa, PGC-1 alfa, MCTs 1 e 4. A partir dos resultados do experimento 1, serão determinadas as cargas sub e supra limiar anaeróbio que expressam, em maior distinção, as vias da HIF-1 alfa e PGC-1 alfa em relação à intensidade do LAn. Estas intensidades serão utilizadas no experimento 2, que visa estudar os efeitos de três modelos de treinamento monótono isocarga (realizado em intensidade sub, equivalente e supra LAn) e periodizado, sobre as vias acima expostas, as respostas fisiológicas, o rendimento aeróbio (LAn) e anaeróbio (tempo limite de nado), e a atividade espontânea de ratos nadadores (determinada por método gravimétrico, sendo registrados sinais de força por 24 horas, com elevada captação de sinais), determinados em dois momentos durante os programas de treinamento e ao final dos experimentos. Após a intervenção, os animais serão eutanasiados para extração de tecidos musculares e hepático, sendo determinadas as expressões gênicas e conteúdos protéicos da HIF-1 alfa, PGC-1 alfa, MCTs e estoques de glicogênio. Alíquotas de sangue serão armazenas para dosagem das concentrações de glicose, perfil lipídico (triglicerídeos, LDL, HDL, AGLs e colesterol) proteínas totais, albumina, ácido úrico, uréia, creatinina, creatina quinase e lactato desidrogenase. Espera-se, por meio do estudo, identificar quais as manipulações do volume e intensidade, tanto em exercício agudo quanto crônico, que promovam ótimas adaptações a nível molecular e fisiológico, e que resultem em aumento da performance aeróbia e anaeróbia, bem como em elevação da atividade espontânea de ratos nadadores. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MESSIAS, LEONARDO H. D.; GOBATTO, CLAUDIO A.; BECK, WLADIMIR R.; MANCHADO-GOBATTO, FLVIA B. The Lactate Minimum Test: Concept, Methodological Aspects and Insights for Future Investigations in Human and Animal Models. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 8, JUN 8 2017. Citações Web of Science: 3.
SCARIOT, PEDRO P. M.; MANCHADO-GOBATTO, FULVIA DE BARROS; TORSONI, ADRIANA S.; DOS REIS, IVAN G. M.; BECK, WLADIMIR R.; GOBATTO, CLAUDIO A. Continuous Aerobic Training in Individualized Intensity Avoids Spontaneous Physical Activity Decline and Improves MCT1 Expression in Oxidative Muscle of Swimming Rats. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 7, APR 18 2016. Citações Web of Science: 5.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.