Busca avançada
Ano de início
Entree

Ciclos de perda e reganho de peso em camundongos: avaliação do infiltrado de mastócitos, alterações vasculares, remodelamento tecidual e mediadores de resolução do processo inflamatório

Processo: 14/10141-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Alessandra Gambero
Beneficiário:Alessandra Gambero
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista, SP, Brasil
Assunto(s):Obesidade  Angiogênese  Perda de peso  Marcadores inflamatórios  Matriz extracelular  Mastócitos  Camundongos 

Resumo

Dietas restritivas e as cirurgias bariátricas tem sido a opção aos obesos que necessitam reduzir o peso corporal. Entretanto, uma parcela significativa dos pacientes que emagrecem volta a ganhar peso, fenômeno conhecido no Brasil como "Efeito sanfona" ou na literatura como "Weight cycling". Nem todas as alterações induzidas pela obesidade são revertidas durante o período de emagrecimento e no período de reganho do peso, alguns marcadores inflamatórios sistêmicos ou do tecido adiposo estão aumentados em relação aos animais que se mantiveram obesos. Deste modo, faz-se necessário estudar as alterações que ocorrem no tecido adiposo durante a perda de peso e se intervenções feitas neste período podem se reverter em benefícios durante os ciclos subseqüentes de reganho de peso. Camundongos obesos submetidos a um ciclo de perda de peso e um ciclo de reganho apresentam a mesma composição corporal e status metabólico que os controles, mas com níveis elevados de IL-6 e leptina e reduzidos de adiponectina no tecido adiposo. O remodelamento do tecido adiposo também foi alterado nos animais submetidos aos ciclos, resultando em um número de adipócitos aumentado, manutenção do infiltrado de macrófagos e aumento do infiltrado de linfócitos T. Não há relatos sobre a participação do infiltrado de mastócitos que poderiam interferir com o remodelamento do tecido adiposo. Alterações relacionadas ao remodelamento tecidual como alterações de matriz extracelular que podem alterar as características celulares interferindo com processos como adipogênese e angiogênese ainda não foram estudadas durante os ciclos de perda e reganho de peso. Também há poucos relatos se durante a fase de emagrecimento há a ativação de mediadores ativos de resolução da inflamação como as protectinas e resolvinas. Deste modo, este projeto tem como objetivo estudar as alterações na população de mastócitos infiltrados, o remodelamento tecidual e vascular e o processo de resolução da inflamação no tecido adiposo durante o período de perda seguido do período de reganho de peso. Pretende também avaliar se intervenções feitas no período de emagrecimento como a estabilização de mastócitos, a interferência no remodelamento tecidual e a suplementação com ácidos graxos n-3 (o que leva a possibilidade de aumento da produção de mediadores pró-resolução) durante o período de emagrecimento, podem melhorar ou reverter alterações inflamatórias no tecido adiposo neste período e interferir no período subseqüente de reganho de peso, podendo gerar informações importantes que norteiem novas condutas em pacientes que estão em fase de emagrecimento para evitar efeitos deletérios se ocorrer o reganho de peso. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.