Busca avançada
Ano de início
Entree

Óleos vegetais extraídos a frio: avaliação da ocorrência de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos e das características de identidade e qualidade

Processo: 14/12604-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva Torres
Beneficiário:Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva Torres
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Geni Rodrigues Sampaio ; Simone Alves da Silva
Assunto(s):Óleos vegetais  Ácidos graxos  Compostos bioativos  Contaminação de alimentos  Hidrocarbonetos aromáticos policíclicos  Esteróis  Peroxidação de lipídeos 

Resumo

Introdução: O crescente mercado dos produtos naturais, fomentado pelo interesse dos consumidores por alimentos que auxiliem a promoção da saúde, tem pressionado a indústria alimentícia na oferta por novos alimentos. Dentre estes alimentos, encontram-se os óleos vegetais extraídos a frio, especialmente os de cártamo, coco, prímula e linhaça, que são os mais disponíveis no mercado, reconhecidos por preservarem compostos bioativos característicos e, alguns deles, serem fontes de ácidos graxos essenciais. O Brasil produz e importa estes produtos, que são comercializados com alto valor agregado e por este motivo propícios à adulteração com óleos vegetais de menor valor. A categoria dos óleos e gorduras apresenta, dentre outros alimentos, uma importante fonte de exposição aos hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs), um grupo de contaminantes químicos orgânicos, alguns com ação carcinogênica em humanos e animais. Objetivo: Avaliar os óleos vegetais comerciais extraídos a frio quanto à contaminação por HPAs e aos parâmetros de qualidade e identidade, incluindo acidez, peróxido, perfil de ácidos graxos e esteróis. Métodos: As amostras serão adquiridas no comércio da cidade de São Paulo/SP e divididas em categorias pelo tipo de óleo: cártamo, coco, prímula e linhaça. Os HPAs (benzo(a)antraceno, benzo(b)fluoranteno, criseno, e benzo(a)pireno) serão separados e quantificados por cromatografia líquida com detecção por fluorescência, enquanto que os ácidos graxos e esteróis por cromatografia a gás com detector de ionização de chama. Os parâmetros de acidez e peróxido serão determinados por métodos titulométricos. Os valores obtidos serão comparados com as legislações vigentes para os produtos e poderão predizer a qualidade e os níveis de contaminação dos óleos comercializados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, SIMONE ALVES; DA SILVA TORRES, ELIZABETH A. F.; DE ALMEIDA, ADRIANA PALMA; SAMPAIO, GENI RODRIGUES. Polycyclic aromatic hydrocarbons content and fatty acids profile in coconut, safflower, evening primrose and linseed oils. Food Chemistry, v. 245, p. 798-805, APR 15 2018. Citações Web of Science: 10.
DA SILVA, SIMONE ALVES; SAMPAIO, GENI RODRIGUES; FERRAZ DA SILVA TORRES, ELIZABETH APARECIDA. Optimization and validation of a method using UHPLC-fluorescence for the analysis of polycyclic aromatic hydrocarbons in cold-pressed vegetable oils. Food Chemistry, v. 221, p. 809-814, APR 15 2017. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.