Busca avançada
Ano de início
Entree

Equipamento multifuncional para produção de imagem e uso para espectroscopia através de ressonância nuclear magnética

Processo: 12/51363-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Medidas Elétricas, Magnéticas e Eletrônicas, Instrumentação
Convênio/Acordo: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Pesquisador responsável:Daniel Martelozo Consalter
Beneficiário:Daniel Martelozo Consalter
Empresa:Fit Comércio, Importação e Exportação de Máquinas e Equipamentos Odonto-Médicos Hospitalares e Laboratoriais Ltda
Município: São Carlos
Bolsa(s) vinculada(s):15/00211-7 - Desenvolvimento de componentes eletrônicos de um equipamento multifuncional de ressonância magnética nuclear, BP.TT
Assunto(s):Espectroscopia  Ressonância magnética nuclear 

Resumo

Os conceitos físicos de ressonância magnética nuclear (RMN) são cada vez mais utilizados nas mais diversas áreas do conhecimento e são responsáveis por avanços significativos na medicina, agricultura, química, física e biologia. O imageamento por ressonância magnética, por exemplo, é rotina em centro de diagnósticos por todo o mundo e pesquisadores na área petrolífera investem cada vez mais em pesquisas utilizando espectroscopia NMR. Dada a relevância da ressonância magnética nuclear no cenário mundial, é de extrema importância que exista um grande número de centros de pesquisas e de recursos humanos capacitados no assunto, abrangendo o máximo possível de suas aplicações. O desenvolvimento de um sistema de pequeno porte com a capacidade de realizar espectroscopia e imagem através da ressonância magnética permitiria que os grandes e pequenos centros de ensino e pesquisa aumentassem tanto o número quanto a velocidade de capacitação de recursos humanos. Permitiria ainda a proliferação de centros especializados de treinamentos que capacitariam técnicos radiologistas, químicos, dentre outros técnicos operadores de um sistema de RMN e grupos de pesquisa que utilizariam o equipamento como instrumento. Em colaboração com o grupo de pesquisa em RMN da USP - São Carlos, o sistema de pequeno porte será desenvolvido na empresa de modo que o produto final seja um equipamento nacional, dinâmico, de baixo custo que impactará diversas áreas de conhecimento e aplicações. (AU)

Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Empresa de São Carlos inova ao usar ressonância magnética para avaliar qualidade de alimentos