Busca avançada
Ano de início
Entree

Administração de maltodextrina em cavalos submetidos a teste de exercício progressivo e a exercícios sequenciais de alta intensidade e curta duração em esteira

Resumo

A suplementação com maltodextrina visando o aumento da disponibilidade de glicose durante exercícios prolongados e de intensidade moderada melhorou o desempenho de atletas humanos, mas poucas informações são conhecidas sobre esse suplemento em equinos. O objetivo deste estudo será avaliar o efeito da administração aguda de maltodextrina sobre as respostas fisiológicas e metabólicas de cavalos submetidos a testes padrão de exercício progressivo (TPEP) e a sessões sequenciais de exercício de alta intensidade e rápida aceleração (Teste de Exercícios Sequenciais - TES) em esteira ergométrica. Serão utilizados oito equinos da raça Árabe, machos e fêmeas, considerados hígidos, mantidos em piquetes e alimentados com feno de capim coast-cross, concentrado comercial para equinos, suplemento mineral e água ad libitum. Os animais serão divididos em dois grupos: Grupo Maltodextrina (GM) e Grupo Controle (GC). Animais do GM receberão maltodextrina misturada a carboximetilcelulose, pela via oral 90 min antes do início do exercício em ambos os testes. Os animais do GC receberão carboximetilcelulose pela via oral 90 min antes dos exercícios. O TPEP utilizará esteira com inclinação de 6% e consistirá em fases sequenciais de velocidades progressivas de 1,8 m/s por um período de 5 minutos, seguindo a 4,0 m/s por 3 minutos, 6,0 m/s por 2 minutos, e fases subsequentes a 7,0; 8,0; 9,0; 10,0 e 11,0 m/s por 1 minuto em cada velocidade, ou até quando os cavalos não mais puderam manter o galope mesmo sendo estimulados. O TES seguirá o protocolo com um período de aquecimento ativo à velocidade de 1,7 m/s por 1 min (0% de inclinação), trote a 3,5 m/s por 5 min (0% de inclinação) e passo a 1,5 m/s por 5 min (6% de inclinação). Após o término deste período, a velocidade da esteira será aumentada rapidamente para velocidade correspondente a 116% da FCmax mantida por 50 s. Após este período, denominado de sessão, a velocidade será imediatamente diminuída para 1,5 m/s (6%) e mantida por 15 min, sendo que todos os cavalos realizarão três sessões a 116% da FCmax com períodos entre eles de 15 min ao passo. Após a terceira sessão, os cavalos caminharão por 15 min a 1,7 m/s (0% de inclinação). Serão avaliados o efeito da suplementação sobre as concentrações de lactato, glicose e insulina, alterações nos valores hemogasométricos e hematológicos, atividade sérica de creatina quinase e aspartato aminotransferase, concentrações de triglicerídeos, colesterol e ácidos graxos livres, bem como no efeito sobre os índices V4, V200, FCmax, VFCmax, frequência cardíaca e distância percorrida. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)