Busca avançada
Ano de início
Entree

A musculatura infrabranquial e sua importância para a filogenia dos Percomorphacea (Osteichthyes: Teleostei)

Processo: 14/20194-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Aléssio Datovo da Silva
Beneficiário:Aléssio Datovo da Silva
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia  Ictiologia  Anatomia  Sistemática 

Resumo

Os músculos associados à região ventral dos arcos branquiais (= musculatura infrabranquial) são pobremente estudados em peixes ósseos. A análise comparativa dos músculos infrabranquiais nas grandes linhagens de Percomorphacea revela uma grande quantidade de informação filogeneticamente relevante. Caracteres derivados deste sistema anatômico são identificados e discutidos à luz das hipóteses atuais de relações entre os Percomorphacea. Novas evidências suportam a relação de grupo-irmão entre Batrachoidiformes e Lophiiformes e entre Callionymoidei e Gobiesocoidei. Dados investigados também corroboram a existência de duas linhagens monofiléticas, uma incluindo Pristolepididae, Badidae, e Nandidae, e uma segunda consistindo de todos os Stromateiformes exceto Amarsipidae. Novas sinapomorfias são propostas para Atherinomorphae, Blenniiformes, Lophiiformes, Scombroidei (incluindo Sphyraenidae), e Gobiiformes. Dentro da última ordem, Rhyacichthyidae e Odontobutidae são suportados como sucessivas famílias irmãs dos demais Gobiiformes. Curiosamente, a maioria das hipóteses de inter-relações suportadas pela musculatura infrabranquial foram propostas previamente por anatomistas com base em outras fontes de dados, mas nunca foram recobradas pelas análises moleculares recentes, um fato que indica claramente o grau insatisfatório atual de resolução da filogenia dos grandes grupos de Percomorphacea. (AU)