Busca avançada
Ano de início
Entree

As melhores práticas internacionais em prospecção, gerenciamento de pesquisa e transferência e tecnologia para consolidação das atividades de um núcleo de inovação tecnológica

Processo: 12/50243-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Apoio à Propriedade Intelectual (PAPI/Nuplitec)
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economia Industrial
Pesquisador responsável:Vanderlan da Silva Bolzani
Beneficiário:Vanderlan da Silva Bolzani
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Gestão da inovação  Propriedade intelectual  Transferência de tecnologia  Inovações tecnológicas  Empreendedorismo  Formação e capacitação de recursos humanos 

Resumo

A capacitação dos recursos humanos que atuam em um Núcleo de Inovação Tecnológica ainda é um desafio para as Instituições de Ciência e Tecnologia brasileiras, dada a natureza singular e multidisciplinar das atividades a ele pertinentes e o momento por que passa a economia mundial. Soma-se a isso o curto lapso de tempo desde a criação desses órgãos nas ICTs. O NIT da Unesp foi instituído em 2007, sendo o mais recente dos NITs das universidades estaduais paulistas. Não obstante, vem apresentando resultados animadores, dadas as competências mínimas que vêm sendo executadas desde então. Esta proposta vem no sentido de proporcionar à equipe técnica da Agência Unesp de Inovação o aprendizado das melhores práticas internacionais sobre inovação e transferência de tecnologia, ampliando as atividades a serem desempenhadas, particularmente visando a internacionalização da transferência de tecnologia. A proposta visa o aprendizado de práticas nas seguintes áreas: (i) gerenciamento de propriedade intelectual, visando particularmente a internacionalização do portfólio; (ii) fundo de prova de conceito, a ser adaptado à realidade brasileira, de modo a valorizar as tecnologias embrionárias mais promissoras da Universidade; (iii) aspectos regulatórios pertinentes à propriedade intelectual ligados à biodiversidade; (iv) valoração de tecnologias; (v) marketing tecnológico; (vi) criação de start-ups; (vii) contratos de licenciamento internacionais; (viii) prevenção de litígios em propriedade intelectual; (ix) sistemas de informática necessários ao gerenciamento das atividades de proteção e, comercialização da propriedade intelectual; (x) operacionalização das atividades diárias de um escritório de transferência de tecnologia. As atividades a serem desenvolvidas nos tópicos anteriormente discriminados permitirão a capacitação da equipe, dentro de sua área de atuação. A experiência internacional de cada integrante da equipe permitirá que as melhores práticas internacionais sejam absorvidas pela Unesp e adaptadas às condições' institucionais. Espera-se que ao final do desenvolvimento desta proposta a Agência Unesp de Inovação tenha um crescimento ímpar na qualidade da execução de suas atribuições, bem como a incorporação de novas atividades que venham proporcionar ampliação da transferência de tecnologia e, consequentemente, do desenvolvimento econômico e social. (AU)