Busca avançada
Ano de início
Entree

Concentração de vitamina E em adultos com HIV/AIDS em uso de terapia antiretroviral

Resumo

Pacientes com HIV/AIDS são provavelmente mais predispostos à deficiência de vitamina E considerando-se a maior exposição ao estresse oxidativo. Adicionalmente existe um número expressivo de drogas nos esquemas de terapia antirretroviral de alta eficiência-HAART que podem interferir nas concentrações de vitamina E. O objetivo deste estudo foi comparar as concentrações sanguíneas de alfa-tocoferol em 182 pacientes recebendo diferentes regimes de HAART. Os pacientes foram divididos em 3 grupos de acordo com seus regimes terapêuticos: inibidores dos nucleosídeos análogos de transcriptase reversa (NRTIs)+inibidores de nucleosídeos não análogos de ranscriptase reversa (NNRTIs) e NRTIs+inibidores de protease+ritonavir; NRTIs+outras classes. O alfa-tocoferol foi determinado por HPLC. Análise de regressão múltipla avaliouo o efeito dos regimes HAART, tempo de uso e aderência ao regime nas concentrações de vitamina E. As concentrações de alfa-tocoferol foram em média 4,12µmol/L menores para NRTIs+outras classes quando comparadas a NRTIs+NNRTIs (p=0,037). Houve uma associação positiva (p<0,001) entre concentrações de alfa-tocoferol e colesterol, achado explicado em parte pela relação entre vitaminas lipossolúveis e perfil lipídico. Este estudo demonstrou diferenças entre concentrações de alfa-tocoferol entre pacientes em uso de diferentes regimes de HAART, especialmente naqueles envolvendo uso de novas drogas. Estudos coorte são necessários para monitorar o estado de vitamina E de pacientes com HIV/AIDS desde o início do tratamento.Palavras-chave: alfa-tocoferol; vitamina E; micronutrientes; HIV; HAART. (AU)