Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto das flavanonas cítricas e da limonina na qualidade do suco de laranja

Processo: 13/10138-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Magali Conceição Monteiro da Silva
Beneficiário:Magali Conceição Monteiro da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):14/23303-1 - EMU concedido no processo 2013/10138-0: cromatógrafo líquido (HPLC/DAD), AP.EMU
Assunto(s):Química de alimentos  Sucos de frutas  Laranja  Flavanonas  Hesperidina  Qualidade dos alimentos  Cromatografia líquida de alta pressão 

Resumo

O Brasil é o maior produtor mundial de laranja, com mais de 789 mil ha plantados e produção de 16,30 milhões ton na safra 2013/2014. O Brasil também é o maior produtor e exportador mundial de suco de laranja. Na safra 2012/2013 foram produzidas 1,25 milhões ton de suco de laranja, dos quais 980 mil ton foram de FCOJ e 1,15 milhões ton de NFC (205 mil ton de FCOJ equivalente). As exportações brasileiras de suco de laranja corresponderam a 1,19 milhões ton, sendo 920 mil ton de FCOJ e 1,15 milhões ton de NFC (205 mil tonde FCOJ equivalente). O suco de laranja é a bebida mais consumida no mundo, com 35% de participação entre os sucos. O consumo diário de suco de laranja vem sendo associado à prevenção de doenças neurodegenerativas, alguns tipos de câncer e doenças cardiovasculares, entre outras, além da redução do risco de hipertensão arterial. Tais propriedades estão relacionadas à composição do suco de laranja, que é uma importante fonte de compostos bioativos com atividade antioxidante, como a vitamina C, os flavonoides e carotenoides. Os flavonoides constituem o mais importante grupo de compostos bioativos da laranja, dos quais destacam-se as flavanonas hesperidina e narirrutina. Outra característica determinante da qualidade do suco de laranja é a presença do gosto amargo, considerado fator negativo e depreciador da qualidade sensorial. A presença de substâncias limonoides, como a limonina, é responsável pelo desenvolvimento do gosto amargo em sucos de frutas cítricas mesmo quando presentes em quantidades traço. A influência da maturação do fruto, do uso de porta-enxerto e da configuração da extratora sobre o teor de limonina e de flavonóides do suco de laranja permitirá conhecer os fatores determinantes do desenvolvimento destes compostos no suco. Pouco se conhece sobre os fatores que influenciam a formação de limonina e flavonoides no suco de laranja, sobretudo no suco da laranja Pêra Rio, principal variedade cultivada no Brasil e responsável por grande parte da exportação brasileira de suco de laranja. O objetivo deste projeto é avaliar o impacto dos flavanonas hesperidina e narirrutina, e da limonina na qualidade do suco de laranja, utilizando a cromatografia líquida de alta eficiência. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MESQUITA, E.; MONTEIRO, M. Simultaneous HPLC determination of flavonoids and phenolic acids profile in Pera-Rio orange juice. Food Research International, v. 106, p. 54-63, APR 2018. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.