Busca avançada
Ano de início
Entree

Pós-abolição, trabalho e cotidiano em pequenas cidades do Vale do Paraíba Paulista (1888-1930)

Processo: 14/10190-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Chaves Ribeiro Papali
Beneficiário:Maria Aparecida Chaves Ribeiro Papali
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/01461-0 - Pós-abolição, trabalho e cotidiano em pequenas cidades do Vale do Paraíba Paulista (1888-1930), BP.TT
15/16589-9 - Pós-abolição: trabalho e cotidiano em pequenas cidades do Vale do Paraíba Paulista (1888-1930), BP.TT
15/07177-9 - Pós-abolição, trabalho e cotidiano em pequenas cidades do Vale do Paraíba Paulista (1888-1930), BP.TT
Assunto(s):História regional do Brasil  Abolição da escravidão (1888)  Vale do Paraíba  Cidades  Trabalho 

Resumo

Este projeto de pesquisa tem como objetivo levantar conflitos, tensões cotidianas e arranjos de trabalho ocorridos no pós-abolição nas então pequenas cidades do Vale do Paraíba paulista: São José dos Campos, Jacareí e Paraibuna. Essas cidades são geograficamente próximas e bastante interligadas no âmbito socioeconômico e cultural. No período selecionado para a pesquisa (1888-1930) tais cidades constituiam-se em localidades empobrecidas, fora do eixo economicamente enriquecedor do café, com grandes contigentes de pobres livres durante o período da escravidão. Para a efetivação da pesquisa serão utilizados Processos Crimes e Cíveis existentes nos arquivos de São José dos Campos, Jacareí e Paraibuna ocorridos entre os anos de 1888 a 1930, com o objetivo de levantar conflitos, crimes e tensões sociais, bem como o rol de testemunhas contidos nos referidos processos, com o intuito de buscar desvendar as formas de trabalho, relações solidárias e cotidiano de ex-escravos, menores tutelados e trabalhadores pobres das referidas cidades, bem como agenciamentos, formas de trabalho e experiências comuns no período pós-abolição. Serão também pesquisados jornais das referidas cidades com o objetivo de se identificar os diálogos e representações contidos nesses periódicos sobre o pós-abolição.Uma das questões que se levanta consiste em perguntar em que medida cultura, tradição, costumes e arranjos de trabalho de homens pobres livres, escravos, libertos e ex-escravos foi capaz de gerar um "capital social" dessa comunidade, subsidiador de transformações no interior das relações paternalistas vigentes na região do Vale do Paraíba no século XIX e primeiras décadas do século XX, e de que maneira tais características influenciaram na construção sociocultural e organização do trabalho no pós-abolição da região. A partir do arrolamento das fontes acima mencionadas, têm-se também o objetivo de arquivar tal Corpo Documental, digitalizado e disponibilizado no site do Projeto Pro-Memória São José dos Campos e no site do Projeto Pro-Memória Jacareí. (AU)